*Atualização do Post

A Alyson Noël acabou de me responder no twitter, confira os prints abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thank's for all you did for me @AlysonNoel You're awesome.  twitpic.com/6kknjt

Olá leitores do Burn Book.

Hoje estou aqui para fazer a cobertura do bate papo + tarde de autógrafos com a autora Alyson Noël em São Paulo.

O evento aconteceu no dia 11/09 (domingo) na Saraiva do shopping Center Norte. Vim direto do Rio de Janeiro e cheguei por volta das 14 hrs no shopping. O Espaço de eventos estava lotado, com 300 pessoas acomodadas ao longo das escadas, mas tudo muito organizado, por meio de senhas e seguranças chamando grupos pequenos para ir de pouco a pouco autografar os livros e tirar fotos com a autora.

Quando eu cheguei não tinham mais senhas, mas no fim consegui entrar no evento e combinei com a mediadora que ao termino do mesmo eu poderia tirar fotos, autografar o meu livro e fazer uma pequena entrevista com a Alyson. Por volta das 18 hrs, chegou a minha vez de falar com a Alyson, não sabia o que esperar dela, mas de longe podia ver que ela era muito simpática e atendia a cada fã o tempo que fosse necessário, respondendo perguntas, tirando fotos e afins.
 

 

A Alyson foi muito simpática comigo, e por incrível que pareça, fiquei nervoso na hora de entrevista-la. Expliquei sobre a minha trajetória até aquele exato momento, ela ficou impressionada e conversamos mais um pouco. Pedi que ela autografasse o meu exemplar de Para Sempre, alguns marcadores e uma eco-bag da Editora Intrínseca (que eu ganhei na Bienal do Rio). Dei dois marcadores do Burn Book pra ela, falei que tinha o blog e porque estava lá, ela falou: (Esses marcadores são pra mim?) Eu: É claro Alyson, eu trouxe eles pra você. Foi então que a Alyson me surpreendeu tirando da bolsa dela um exemplar de Everlasting (Original e HardCover) e começou a dedica-lo para mim. Juro que fiquei sem reação, não sabia o que falar e só queria agradecer. 
Confiram o vídeo abaixo que fala mais do que palavras, não sei nem como descrever esse momento. 
*Eu estava sem câmera, mas a Clícia e o Will do blog Silêncio Que Eu Tô Lendo me emprestaram a câmera deles nessa hora, muito obrigado mesmo pela câmera. ^^
 
 
Só tenho a agradecer a Alyson Noël por ser tão gentil comigo e pela entrevista. Agradecimentos especiais a Patoka e a Juliana da Editora Intrínseca pelos privilégios no dia dos autógrafos e por tudo que elas fizeram por mim nesse dia.

 

 

– Fotos

 
 
 
 
 
 
 
 

Confira a entrevista que eu fiz com a Alyson Noël, eu tinha filmado, mas o áudio ficou muito ruim, ai decidi traduzir tudo e passar para texto.

 
 

 

 

– Quando você decidiu vir para o Brasil, o que você esperava dos seus fãs? O que achou da reação deles?
O livro faz parte da Série Os Imortais, traduzido para muitas línguas, mas os leitores Brasileiros são os que eu mais ouço falar. Quando eu fui convidada para vir aqui, fiquei muito feliz por ter a oportunidade de finalmente conhecer que eu sempre falei pelo twitter, pelo meu blog, pelo facebook, e de todos leitores, os Brasileiros são os mais incríveis.

– Você pretende escrever mais livros? Tem algum novo projeto, ou já está escrevendo outros livro?
Bem, a Série Os Imortais acaba no livro Infinito, e a série Riley Bloom vai continuar mais um pouco, por volta de 6 livros (comentei que era uma série de spin-off's, e ela continuou a comentar sobre isso) então Radiante, Shimmer, DreamLand e mais dois livros que eu já escrevi, e eu provavelmente vou trabalhar em um novo YA (Young Adult) chamado ….. A Série vai ter 4 livros, Faded, Eco, e …. Eu já terminei de escrever Faded, três dias antes de vir para o Brasil, e provavelmente vai ser lançado nos Estados Unidos em Maio de 2012, eu estou muito ansiosa por isso, os livros são muito divertidos.

Depois dessas perguntas, fiz meio que um "ping-pong" com ela, falava um tema e ela respondia com a primeira coisa que viesse na cabeça dela.
Uma Banda: U2
Um Filme: American Beauty (Beleza Americana)
Um Lugar: São Paulo

– Já que ela comentou de São Paulo, aproveitei pra perguntar qual lugar que ela gostou mais, se foi Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro ….
Você sabe, eu gostei de todos os lugares de maneiras diferentes. São ambientes diferentes, diferentes estilos de vida, mas as pessoas foram maravilhosas em todos os lugares que eu visitei.

Pedi que ela desse um recado para os fãs Brasileiros, confira a seguir a mensagem para todos os fãs da autora.

 

 
– Créditos do vídeo : Tatiany Leite do blog Vá Ler um Livro
 

Suas obras foram publicadas em 37 línguas e 50 países e acumulam, entre outros prêmios americanos, o National Reader’s Choice Award, o Book of Winter Award da NYLA e o TeenReads Best Books. Eleita recentemente pela revista OC Metro uma das vinte mulheres de maior destaque nos Estados Unidos, Alyson foi também indicada aos prêmios Women in Business e Excellence in Entrepreneurship do Orange County Business Journal.

Todos os volumes de Os imortais e da Série Riley Bloom tiveram os direitos de filmagem adquiridos pelo estúdio Summit Entertainment, responsável pela adaptação cinematográfica da série Crepúsculo.

O site G1 fez uma reportagem muito legal sobre a Alyson Noël na Bienal.

Dezenas de fãs da escritora Alyson Noël, criadora da série de best-sellers teen "Os imortais", fizeram fila na tarde deste sábado (03/09), na Bienal do Livro, para conhecer a americana, que está no Rio.
Após dar uma palestra com auditório lotado, Alyson distribuiu autógrafos aos leitores adolescentes que se aglomeraram em torno do estande de sua editora.
Na palestra, a escritora falou sobre as experiências que viveu para criar o universo de "Os imortais". Ela ainda respondeu perguntas de fãs e apresentou sua nova série, "Riley Bloom", que gira em torno de uma personagem de "Os imortais".

Desde a abertura da Bienal neste sábado (03/09), às 10h, dezenas de adolescentes começaram a formar fila para garantir lugar no auditório onde ocorreria o encontro com a autora.
'Os livros dela me conquistaram porque falam de amor e de vampiros', disse Agatha Longuinho, uma fã da autora, sobre a série "Os imortais". 'Ela é demais, vou tentar pegar um autógrafo', completou.

Entrevista ao G1
Até os 30 e poucos anos, Alyson Noël era uma aeromoça dedicada, que vivia de aeroporto em aeroporto, uniformizada e com os cabelos presos em um coque. Hoje, a americana viaja o mundo por outro motivo: é uma escritora de best-sellers teen e faz sucesso com a série “Os imortais”, que já vendeu mais de 6 milhões de exemplares nos EUA e 300 mil no Brasil.
“Eu trabalhava como comissária de bordo em Nova York quando aconteceu o 11 de Setembro. Com os cortes das companhias, eu sabia que meu trabalho nunca mais seria o mesmo, então decidi seguir meu sonho de criança e virar escritora”, conta a autora em entrevista exclusiva ao G1.
Alyson Noël está no Brasil como convidada da Bienal do Livro do Rio: “Estar aqui é a realização de um desejo antigo”, diz a escritora, que é admiradora dos livros de Paulo Coelho e de canções da Bossa Nova.

Experiências sobrenaturais

A escritora diz que para criar o universo de fantasia de “Os imortais” passou meses fazendo pesquisa e chegou a submeter-se a experiências sobrenaturais. “Li muitos livros sobre metafísica, fantasmas, auras, chacras, cristais, reencarnação, karma e o situações-limite entre a vida e morte, assuntos que trato nos meus livros. Para escrever, também passei por um seminário sobre desenvolvimento de médium e fiz até hipnose de vidas passadas”, revela.
Mas a principal fonte de inspiração de Alyson foram acontecimentos de sua vida pessoal. “Há alguns anos, passei por um período de luto, depois que perdi três familiares queridos em apenas cinco meses e quase vi meu marido morrer de leucemia”, lembra a autora de “Os imortais”. “Esse momento de profunda tristeza me fez pensar muito sobre a vida e a morte, a viagem da alma e como nós nos sentimos ligados a determinadas pessoas mesmo depois que elas se vão. Nessa busca por uma resposta, comecei a escrever 'Para sempre'”, diz Alyson sobre o primeiro dos seis volumes da série.

 

 

Nova série vai virar filme

 

 

Agora, Alyson Noël lança uma nova saga, “Riley Bloom”, inaugurada com o livro “Radiante”, que ela vai autografar na Bienal. “Riley é muito parecida comigo quando tinha 12 anos, foi muito divertido escrever sua história”, afirma a autora sobre a nova série, que gira em torno de uma das personagens de “Os imortais”.
Recentemente, a escritora vendeu os direitos de adaptação de “Riley Bloom” para os estúdios Summit Entertainment, responsáveis pela produção da franquia “Crepúsculo”. “É difícil imaginar como ficará o filme e quem serão os atores, porque consigo ver os personagens claramente na minha cabeça, mas tenho certeza de que ficará incrível”, opina Alyson, que diz ter escolhido escrever para adolescentes por se identificar com essa fase da vida. “Acho que nunca virei adulta”, brinca a autora.

 

 

Fonte: G1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe sua opinião aqui :)