Olá, leitores do Burn Book. O blog NerdWeek me entrevistou e resolvi compartilhar o post com vocês. Falei sobre o Burn Book, E-books e um pouco da vida de Blogueiro.

________

Essa semana uma entrevista especial com Guilherme Cepeda, CEO do blog Burn Book, um grande entendedor do mundo literário, leitor assíduo ou melhor compulsivo rsrsrs, mas pelo meu ponto de vista isso é muito bom, precisamos muito de uma sociedade leitora e justamente esse é nosso tema: a leitura.

Está chegando no Brasil uma tendência mundial – os e-books, esses livros digitais que já estão espalhados pelo mundo estão caindo no gosto dos leitores, e justamente por isso fiz uma entrevista com Guilherme Cepeda que possui um blog muito bacana nesse seguimento o Burn Book, ele comprou seu e-book um Kobo, e ninguém melhor que ele para nos dar um parecer sobre o aparelho, falar um pouco sobre o futuro dos livros e a entrada da Amazon no Brasil.

 

Entrevista:

Guilherme como começou sua paixão pela leitura?

Acredito que começou com Percy Jackson, peguei os 4 livros publicados até o momento no Brasil (em 2010) e li em menos de uma semana, logo quando terminei “A Batalha do Labirinto” fui atrás do último livro e só encontrei em inglês (foi o primeiro livro que eu li em inglês), e a partir daí não parei de ler, sempre estou com um livro novo.


E como surgiu a ideia para começar o projeto do burn book ? Quantos anos o burn book está no ar?
 
Sempre me perguntam de onde tirei a ideia de criar o Burn Book e sempre digo: “Queria compartilhar a minha opinião com o mundo”. Foi então que na madrugada do dia 29 de novembro de 2010, acordei e comecei a “desenhar” o projeto. No dia seguinte o site já estava no ar com o primeiro post, que se não me engano, foi do livro “Jogos Vorazes”.
 
Desde então, venho desenvolvendo e adicionando novas ideias com uma pegada social ao site, compartilhando com os leitores e colaboradores do site a alegria de manter um espaço que além de mostrar parte do mundo da literatura aos jovens, traz bons frutos a magnífica árvore do conhecimento.
 
Você está feliz com o rumo que seu blog está tomando? Quais são os próximos passos?
 
Claro, a cada dia me surpreendo com a dimensão que o Burn Book está tomando, os próximos passos ainda estão em desenvolvimento e não posso revelar muita coisa kkkk tudo em seu tempo ^^
 
Agora sobre os e-books, você que tem que ler muito e está acostumado com livros como você vê os novos aparelhos como kobo, kindle entre outros?
 
Bom, eu sempre li E-books pelo computador (principalmente aqueles que iriam demorar para chegar) ou comprava o livro, caso contrário iria demorar tipo um mês, ai eu lia o E-book no pc e esperava o livro chegar kkk Essa onda de Kindle e Kobo no Brasil veio com força e acredito que é o pontapé inicial para disseminar a literatura digital entre os leitores brasileiros. Recentemente comprei um Kobo e até agora só tenho elogios sobre o aparelho.
 
Você está por dentro da Amazon Brasil, o que você achou da inauguração aqui, e com relação ao Google Play, Apple Store que também estão vendendo títulos literários?
 
Pelo tempo que a Amazon demorou para chegar, achei a entrada deles muito morna e não chegaram definitivamente com o Kindle. O modelo que veio para o Brasil é um dos mais básicos e antigos da linha, então não vejo muita vantagem. O dia que o Kindle Fire (uma espécie de tablete da Kindle) chegar no Brasil eu penso em mudar. Em relação ao Google Play e a Apple Store, achei legal a iniciativa deles, entraram no mercado no mesmo dia que a Amazon, basta esperar pra ver que rumo esse novo “mercado” vai tomar no Brasil.
 
Você acha que o futuro do livro físico está contado? Qual seria sua previsão para eles? O e-book vão conseguir dividir o mesmo espaço?
 
Acredito que ambos vão dividir o mesmo espaço, o mercado de leitores que não abandonariam os livros físicos é muito grande (no Brasil), ao contrário do que se vê nos Estados Unidos onde muitas livrarias foram a falência no meio dessa transição do físico para o digital.
 
Fiquei sabendo que você adquiriu um kobo, poderia nos dar suas primeiras impressões sobre o produto?
 
Bom, o Kobo foi a melhor compra e custo/beneficio que eu fiz nesse mês. O aparelho é um ótimo investimento, e cumpriu todas as minhas expectativas. Dado o preço e os recursos que o aparelho oferece, consigo ler todos os livros que eu quero e ainda baixar os E-pubs (em inglês e português) sem custo, logo estou com 25 livros na biblioteca e a cada dia adiciono mais algum kkk um dia eu termino de ler tudo o que eu baixar pro Kobo.
 
Queria agradecer o tempo cedido pelo Guilherme Cepeda, e deixar um convite a todos os leitores acessarem o Burn Book, ótimo blog com muitas dicas de leitura para todos os gostos. Twitter: @burn__book.
 

Deixe sua opinião aqui :)