Burn Cine: Cowboys & Aliens

 
Olá leitores do Burn Book, Sou a Ale e fui como representante do blog assistir a pré estréia de Cowboys & Aliens uma cortesia da Galera Record em parceria com a Paramount Pictures. 

A organização foi excelente a Vivi chegou mais cedo e distribuiu os ingressos para o pessoal que estava na lista não teve fila nem bagunça foi tudo super tranqüilo, algo bem VIP mesmo (com direito a refrigerante e pipoca na faixa). Queria agradecer o Gui por essa oportunidade e para a Galera que deveria mais vezes fazer isso, pois foi uma experiência diferente muito legal.

 
 
 
 
 
 
 
Cowboys & Aliens 

Gênero: Ação/Ficção Cientifica
Ano: 2011
Duração: 118 minutos



 

 

 

 

 

Cowboys & Aliens é um filme adaptado das HQ’s de Scott Mitchell Rosenberg e começa muito bem, mostrando Jake Lonergan (Daniel Craig) acordando no meio do deserto com amnésia, seminu, com a fotografia de uma moça ao seu lado e um bracelete de metal em seu pulso e depois de um momento três pistoleiros o encontram e depois de uma breve luta ele já tem roupas e armas para seguir seu destino. Logo ele chega a uma cidade do velho oeste onde ele conhece os demais personagens da história como a Ella Swenson (Olivia Wilde) e o Woodrow Dolarhyde (Harrison Ford). Mas logo que os alienígenas entram em cena tudo o que imaginei que o filme seria mudou completamente.

Os habitantes da cidade não pareciam tão chocados e surpresos com a aparição deles, coisas que deveriam ter sido respondidas foram esquecidas (seria um presente de Damon Lindelof um dos roteiristas?), na sua busca pelos habitantes seqüestrados eles estão seguindo o rastro de um alien, do nada aparecem índios e então eles decidem achar o covil deles tentando recuperar a memória de Jake através de um ritual (não teria sido mais fácil continuar seguindo o alien?). A ação que eu tanto esperava no filme foi um tanto “sem graça” digamos assim. Fora que vemos umas 30 pessoas na batalha e do nada esse número parece triplicar. Resumindo o filme é bem dedutível.

Mas tenho que parabenizar a equipe de efeitos especiais e quem fez o design das naves com seus ganchos, da “nave mãe” e do navio invertido além da belíssima direção de fotografia feita por Matthew Libatique (Cisne Negro). O diretor Jon Favreau perdeu a chance de fazer um trabalho incrível já que tinha em mãos um elenco de ponta e um belo orçamento só achei desnecessário ter contratado 5 roteiristas para adaptação da drama.

Eu esperava muito mais do filme, mas se você gosta de algo nesse gênero e não ligar para a história em si será uma boa distração.
 

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Todos os pôsteres do Universo Cinematográfico Marvel em alta qualidade