Literatura Nacional: Belleville - Felipe Colbert 16

Literatura Nacional: Belleville – Felipe Colbert


Aproveitando a semana do dia dos namorados, venho falar sobre um romance nacional maravilhoso.

Belleville é um dos romances mais lindos e envolventes que li esse ano. Mexeu com a minha imaginação e com meu coração do começo ao fim. Poucos autores conseguem escrever mudanças temporais sem que ocorra perda de pontos importantes da história.



Há sempre uma palavra que nos une.
Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício… Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro…

Anabelle tinha um sonho: construir a montanha russa idealizada por seu pai, porém ela teve seu sonho arrancado juntamente com a morte de seu pai. Resolve então, escrever uma carta para o futuro comprador, pedindo para que ele construa Belleville. Não sou tão chorona, mas essa parte me cortou o coração. Lucius encontra a carta 50 anos a frente, impossibilitado de realizar o sonho da jovem, decide escrever para o próximo morador, mas, o que ele não esperava, é que essa carta volta para Anabelle. A partir daí, eles começam a trocar cartas e conquistando a confiança um do outro, e consequentemente apaixonando-se. Quando notei que os dois iriam se apaixonar, xinguei, gritei e surtei. COMO eles poderiam se apaixonar, se eles não poderiam ficar juntos? Não consegui lidar muito bem com isso, confesso que até o autor eu xinguei ( Desculpa Felipe, mas eu não me arrependo).

tumblr_nkg4vxx7yq1sp3e84o1_500

Ele tem um punhado de coisas que eu amo ler, não é meloso ao extremo, tem toques de humor e ação, os diálogos são bem desenvolvidos e os personagens cativantes, únicos e maravilhosamente bem estruturados. Foi fantástico acompanhar a conquista de confiança de ambos os lados, afinal não é sempre que você recebe uma carta com 50 anos de diferença. A edição da Novas páginas está linda demais e a capa é MARAVILHOSA DE TÃO LINDA!

11111619_10202997188049619_2874618762434992867_n
_______________________

Sobre Felipe
Nascido no Rio de Janeiro. Além de escritor, é palestrante e coach literário. Possui trabalhos publicados no Brasil e na Europa. Iniciou sua carreira escrevendo thrillers vencedores de prêmios. Já idealizou projetos literários que beneficiaram dezenas de autores com a aplicação de técnicas internacionais de estruturação de romances. Um dos seus livros chegou a ficar por 10 dias consecutivos na lista geral de mais vendidos da maior livraria do Brasil e alcançou o 17° lugar entre romances nacionais e internacionais. Atualmente é autor de uma das casas editoriais mais importantes do país, a Novo Conceito. “Belleville” foi o romance nacional mais vendido no estande da editora da Bienal do Livro de 2014, sendo matéria da Veja. Mora atualmente na cidade de São Paulo.


Literatura Nacional: Belleville - Felipe Colbert 17

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Literatura Nacional: Belleville - Felipe Colbert 27
Diretor de Deadpool abandona a continuação!