Nachos, Lena Dunham e a alegria de ser uma mulher real 16

Nachos, Lena Dunham e a alegria de ser uma mulher real

Tudo começou há alguns meses quando, muito atrasada (eu sei!), decidi assistir ao seriado Girls. Surpreendida com o programa, incentivei uma amiga a se jogar na primeira temporada. Muito interessante, assegurei.

Alguns dias depois lá estava eu, com um prato enorme de batatas fritas no colo, descabelada e com olheiras, a calça do pijama desbotada com manchas horrorosas de qualquer coisa, enquanto assistia a um episódio de The Walking Dead cheio de zumbis comedores de humanos. Aí a amiga me mandou uma mensagem pelo celular: “Girls fez eu me sentir uma mulher real”.



E era exatamente isso. A protagonista acima do peso com mania de procurar sintomas de doenças no Google era uma mulher real. Apesar de ter assistido cada um dos episódios de Sex and The City algumas boas vezes, ter sonhado em encontrar um Mr. Big e me casar com um Manolo Blahnik azul, a verdade estampada na minha cara e na calça de moletom do pijama, é que naquele momento eu não era Carrie, Charlotte, Miranda ou Samantha.

Eu era Hannah. A aspirante a escritora que não conseguia trabalho algum, se relacionava com pessoas estranhas, encarava rompantes criativos com um bocado de assombro e enfrentava uma luta eterna contra a balança. E, quer saber? Eu estava muito bem com isso, obrigada.

Nesta semana, passeando pela livraria, me deparei com o livro Não Sou Uma Dessas. A autobiografia de Lena Dunham, uma garota que decidiu contar o que aprendeu nos seus longos 28 anos de vida. “Esta menina nem começou a viver e já quer contar o que aprendeu?”, diria minha mãe. Mas olhei aquela capa branca e rosa, titubeei e pensei: É isso aí, eu também teria muito o que contar sobre os meus não tão longos vinte e sete anos de vida.

Não sou uma dessas Lena Dunham

Como vocês sabem, cozinho receitas encontradas em livros. Então, perambulando pelas páginas, me deparei com o capítulo “Dieta é um palavrão”, em que a escritora conta suas preferências culinárias (tais como nachos e Doritos) e diz que, quando adolescente, teve medo de ter anorexia. Ao contrário de Lena, nunca tive este medo porque gosto muito de comer. Aliás, às vezes creio que tenho a doença ao inverso, pois sempre acho que estou menos gorda do que a balança me fala.

Mesmo não seguindo os padrões de beleza impostos pela sociedade, Lena surge nua em picantes cenas sexuais no seriado, é muito feliz com sua aparência, desfila suas gordurinhas no tapete vermelho com algumas estatuetas do Globo de Ouro debaixo do braço e mostra que é muito talentosa sim senhor.

Apesar de todas as polêmicas que Lena Dunham já levantou (e são muitas), o trunfo da atriz, produtora e criadora do seriado é trazer para a TV mulheres reais. São estas que encontramos diariamente nas ruas, no trabalho, na faculdade, no bar da esquina. Aquelas que sendo gordinhas ou magras ou musculosas, só se preocupam em ser muito bem resolvidas do jeito que são. As que colocam o pijama rasgado para dormir confortavelmente, cheias de conflitos internos e que colecionam um bocado de relacionamentos imperfeitos.

Não respondi a mensagem da minha amiga. Talvez este texto seja até uma resposta para ela. Algo como “sim, também me senti real”. E como sou feliz em ser real. Cheia de defeitos e, tudo bem, com alguns pneuzinhos a mais, o que é que tem?

Levei o prato de nachos para o sofá e me sentei ao lado daquele homem igualmente imperfeito que escolhi para dividir as alegrias e tristezas do dia a dia. Alguém que não se importava nem um pouco se eu estava com calça manchada, despenteada e com olheiras. Ele se debruçou e disse: “Você é linda”. E mais importante do que qualquer opinião alheia é que me olhei no espelho e concluí que todas nós adoramos nossos conflitos e, é claro, somos lindas pra cacete.

IngredientesReceita de Nachos

– 500g de carne moída

– 2 xícaras de feijão carioca cozido

– 1 pimentão verde picado

– 1 tomate picado

– 1 cebola picada

– 2 dentes de alho picados

– Pimenta jalapeño picada a gosto

– 200g de queijo parmesão ralado

– 2 colheres sopa de azeite

– Sal a gosto

– Doritos

Passo a Passo

Numa panela, refogue o alho e a cebola no azeite. Depois é só colocar a carne moída e deixar ela fritar, bem fritadinha (Tempere a carne com sal a gosto).

Com a carne bem fritadinha, acrescente o feijão cozido, o tomate, o pimentão e a pimenta picados e o molho de tomate. Deixe cozinhar por dez minutos.

Em seguida, adicione o queijo parmesão e leve ao forno médio por mais dez minutos, só para que o queijo derreta.

Depois, é só servir com os Doritos.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Nachos, Lena Dunham e a alegria de ser uma mulher real 27
Resenha: Escolhendo O Par Ideal, Daniel Augusto Martins