A Secretaria da Fazenda realizou uma operação chamada “Game Over” (sério, meu sonho é trabalhar no setor que escolhem os nomes dessas operações do governo) para combater a sonegação de impostos de vendas de videogames e outros produtos relacionados. 

Segundo o G1., uma investigação aponta que cerca de 40 empresas sonegaram quase R$ 250 milhões em impostos com venda de produtos de videogames e movimentaram aproximadamente R$ 800 milhões desde 2015 em um esquema fraudulento.

Uma das companhias investigadas que recebe a mercadoria é a B2W, responsável por lojas como Submarino, Americanas e Shoptime.

De acordo com a Secretaria, o grupo teria aberto empresas de fachada para realizar atividades ilegais:

O grupo abriu diversas empresas de fachada, utilizando-se de sócios laranjas para emitir notas fiscais com o objetivo de ‘esquentar’ as mercadorias e simular o recolhimento do ICMS devido em operações sujeitas ao regime de substituição tributária. Com aparência de legalidade, empresas distribuidoras, também pertencentes ao grupo, recebiam essas mercadorias e as revendiam a grandes redes varejistas. Estas comercializavam com os consumidores finais por meio de suas plataformas e-commerce e de suas lojas físicas.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

via Jovem Nerd


Deixe sua opinião aqui :)

No more articles