12 Conselhos de Neil Gaiman para Escritores 3
Notícias

12 Conselhos de Neil Gaiman para Escritores

Publicado no Homoliteratus

Escritor de romances e quadrinhos consagrados, Gaiman é famoso por suas obras melancólicas, pelas suas fotos com Cabal (seu pastor alemão albino, agora já falecido) e por ser um escritor ativo nas redes sociais. 

Neil-Gaiman-002

Pensando nos escritores iniciantes que acompanham seu trabalho, transcreveu em seu site os conselhos que vem repetindo há anos em toda convenção que vai. Olha só:

1. Como você faz isso? Você faz;

2. Você escreve;

3. Você termina o que você escreve;

4. Você procura pelos editores que publicam “esse tipo de coisa”, seja o que for. Você envia o que você fez (uma carta perguntando se eles gostariam de ver um livro inteiro ou alguns capítulos e um esboço será sempre bem-vinda. Carimbar os envelopes com seu endereço ajuda a manter as coisas andando).

Mais cedo ou mais tarde, se você não desistir e você tiver alguma quantidade mensurável de capacidade ou talento ou sorte, você é publicado. Mas para as pessoas que não sabem por onde começar, deixe-me oferecer algumas sugestões:

5. Conheça os editores. Se você escrever Sci-Fi, horror ou fantasia, vá para os festivais de Sci-Fi, de terror ou fantasia onde os editores vão (principalmente os grandes festivais – procure por palavras como o Mundial ou Nacional no título);

6. Mesmo que você ainda não conheça quaisquer editores, envie seu material;

7. A “pilha de lixo” de livros não solicitados nem sempre é uma coisa ruim – editores têm um enorme prazer em encontrar autores da pilha de lixo (Iain Banks e Storm Constantine são dois escritores que simplesmente enviaram manuscritos para as editoras), embora ocorra raramente o suficiente para ser uma coisa especial quando acontece;

8. Se você escrever histórias curtas, não se preocupe com os agentes literários. Basta encontrar lugares que possam imprimir as histórias e publicar. Se você escrever romances, eu acho que é seis por meia dúzia. Eu tinha escrito e publicado três livros antes de decidir que era hora de ter um agente;

9. Grupos de escritores podem ser bons e podem ser ruins. Depende das pessoas neles, e para que elas estão ali;

10. No geral, qualquer coisa que te leva a escrever e te mantém escrevendo é uma coisa boa. Qualquer coisa que te impede de escrever é uma coisa ruim. Se você descobrir que seu grupo de escritores está impedindo você de escrever, você larga o grupo;

11. A outra coisa que eu sugiro é usar a internet. Use ela para tudo que puder – grupos de escritores, feedback, networking, descobrir como as coisas funcionam, ser publicado. Ela existe, logo tire proveito dela;

12. Acredite em si mesmo. Continue escrevendo.

neil-gaiman-magic-hand-facebook

Retirado do FAQ do site de Gaiman

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


12 Conselhos de Neil Gaiman para Escritores 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.