7 dicas para liberar espaço no disco rígido do Windows 3
Notícias

7 dicas para liberar espaço no disco rígido do Windows

O armazenamento em discos rígidos e em SSDs pode ser mais acessível atualmente, mas isso não significa que seja ilimitado.

Com os jogos agora ocupando centenas de gigabytes e as atualizações do Windows precisando de muito mais espaço do que antes, você pode descobrir que sua unidade está se esgotando com mais rapidez.

Pensando nisso, reunimos neste post 7 dica e truques rápidos para ajudá-lo a eliminar a desordem e liberar alguns gigabytes extras de espaço em sua máquina.

1. Começando com coisas simples

A dica mais óbvia remonta aos dias do Windows 95. Evidentemente, esvaziar sua lixeira é uma das maneiras mais rápidas de liberar espaço.

Se você gosta de viver perigosamente, pode acessar as propriedades da Lixeira e ativar a opção de remover arquivos imediatamente sempre que forem excluídos.

Nós não recomendamos, mas de qualquer forma, apenas mencionamos isso porque se você gosta de manter sua máquina organizada, pode se esquecer e passar semanas sem esvaziar a lixeira pela última vez.

Outra opção é o novo recurso Storage Sense do Windows 10. O assistente de memória é padronizado para esvaziar a lixeira após 30 dias. Isso garante praticidade e automação para essa tarefa de limpeza.

2. Desinstale aplicativos e bloatware desnecessários

Isso também pode parecer uma ideia simples, mas o Windows vem com um monte de aplicativos e recursos que podem ser inúteis para você. Vá para a janela Configurações e você poderá remover aplicativos rapidamente por meio do menu.

Aplicativos como Mixed Reality podem ser desinstalados deste menu, mas se você quiser remover outros recursos não utilizados, clique em “Recursos opcionais” e poderá se livrar de itens como o Windows Media Player ou o Internet Explorer 11.

Ferramentas de terceiros, como o Revo Uninstaller, podem ajudar nessa tarefa e torná-la um caso de 3 cliques. Essas ferramentas também podem excluir quaisquer arquivos restantes após usar as soluções do Windows, garantindo que tudo seja realmente limpo.

3. Arquivos temporários

Acessar Configurações> Sistema> Armazenamento oferecerá a você uma chance de ver quanto espaço está sendo ocupado por arquivos temporários ou downloads.

Clicar em “Arquivos temporários” permite obter uma compreensão mais ampla do uso do armazenamento, e você pode selecionar as caixas de seleção que se aplicam quando você pressiona o botão “Remover arquivos”.

Alguns usuários possuem certa relutância em remover arquivos temporários por motivos de segurança. Porém, os melhores VPN para Windows podem manter a segurança do dispositivo em dia, mesmo realizando este tipo de limpeza.

Os antivírus e antimalwares mais modernos também continuam protegendo seu dispositivo de forma adequada após o procedimento de limpeza; não há motivos para se preocupar quanto a isso.

4. Limpeza de disco

Uma maneira extra de assumir o controle de seu espaço é usar o utilitário de limpeza de disco interno do Windows. A limpeza de disco faz parte da pasta ferramentas administrativas do Windows no menu Iniciar ou você pode apenas procurá-la no menu.

Ao iniciar, escolha a unidade a ser limpa e o aplicativo mostrará todos os itens que você pode excluir, como arquivos temporários, miniaturas, arquivos de sistema como instalações anteriores do Windows (e pastas Windows.old) e arquivos necessários para atualizações.

Selecione o que deseja excluir e clique em “OK” para finalizar a tarefa.

5. Locais padrão para salvamento

O Windows define os locais padrão para salvar documentos, vídeos, imagens, downloads e outros itens em uma pasta na unidade em que o Windows está instalado.

Aqueles que usam uma unidade para o sistema operacional, mas outras unidades para jogos e arquivos, vão querer alterar essa configuração para liberar espaço na unidade principal.

Clique no botão “Alterar onde o novo conteúdo é salvo”. Esta página permitirá que você altere os locais de salvamento padrão e até mesmo instale locais para novos arquivos e aplicativos.

6. Exclusão de usuários

Se você compartilhou seu PC com alguém que não usa mais o dispositivo, pode excluir sua conta junto com os arquivos e pastas associados a ela; isso deve ser feito por meio das “Configurações da conta.”

Clique no item “Família e outros usuários” na barra lateral e selecione a conta que não está mais em uso. A partir daí, clique no botão “Remover”, que acionará um diálogo extra sobre a exclusão da conta e dos dados.

Depois de decidir excluir a conta, você estará liberando o espaço usado por aquele usuário em sua unidade.

7. Últimos recursos …

Se as dicas até então não ajudaram o suficiente para liberar espaço, há mais alguns truques que podem ser utilizados como último recurso.

O Windows tem uma função de redefinição integrada, que limpa tudo e o inicia do zero. Vá para Configurações> Atualização e segurança> Recuperação. O primeiro botão iniciará a redefinição do Windows 10.

E, finalmente, você sempre pode transferir arquivos para uma unidade externa e liberar armazenamento interno para seu sistema operacional e aplicativos.

Porém esta é sempre a opção mais cara. Embora com toda a honestidade, um HD externo de 1TB por menos de R$300 parece tentador.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


7 dicas para liberar espaço no disco rígido do Windows 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

Comments are closed.