[FANTASIA] A Jornada das Bruxas – Karina Heid (Resenha)

 Obra: A Jornada das Bruxas
Autora: Karina Heid
User no Wattpad: @KarinaHeid
Categoria (Gênero): Fantasia

Sinopse:


Presa em uma cidade pequena e vigiada pela família, tudo que Nina quer é ser livre. Disposta a se livrar de sua sina, ela ressuscita uma antiga tradição de peregrinar pelo mundo em busca de respostas. Sua pergunta é simples: Por que nasceu assim? Por que é tão diferente das bruxas de hoje, mas tão igual às bruxas de antigamente? O que Nina não esperava era estar na mira do do governo, convencido de que por trás da fachada de normalidade esconde-se um rentável milagre. Também não esperava envolver-se com o misterioso Alex, que virou seu mundo de cabeça para baixo poucos dias antes da partida. Em meio ao turbilhão, uma antiga carta chega em suas mãos. Sua mensagem, embora décadas atrasada, é clara: Nina está sendo solicitada na Romênia, onde uma bruxa centenária a aguarda. Mas como partir e deixar Alex? Como ficar, sem afastá-lo? A Jornada das Bruxas trata da busca individual pela mais humana das respostas, e a conclusão de que quanto mais bela a jornada, mais ela se multiplica em muitas, mais ela nos leva para longe, e mais ela nos aproxima do ponto de largada…

 

Você pensa em Fantasia e vem à mente, eventualmente, um livro épico com uma linguagem um pouco mais hermética. Um texto descritivo, uma história longuíssima, raças, sub-raças e sub-reinos e, enfim… Mas há as Fantasias Urbanas ou Contemporâneas, na qual esta, aqui resenhada, enquadra-se. A Jornada das Bruxas conta a saga, ou literalmente, a Jornada de uma neo-bruxa, Nina. É um texto que segue com fidelidade a Jornada do Herói, mas de forma muito orgânica, sem soar forçado jamais. É um texto com espaço para o amor, para a filosofia, para o contraditório, para a aventura. É um texto muito maduro, escrito por alguém que tem conhecimento e vivência suficientes para criar uma obra de qualidade bem acima da média. Como? Com uma história sólida, bem amarrada, personagens com um desenvolvimento psicológico muito forte (ao menos entre as principais), e com um grau de vício enorme. Porque literatura é entretenimento também, e nisso reside talvez o fator mais importante da obra de Karina Heid. É uma delícia de ler e, lendo, você aprende um monte de coisas aqui e ali, com frases e parágrafos inteiros de efeito, às vezes até descambando para uma prosa poética simples na leitura e certamente complexa na construção. Tem ecologia, tem relações sociais, tem relações familiares, tem uma guia sensacional (Parascheva) que ajuda a protagonista em sua jornada, tem uma cabra (sim, uma cabra!!!), tem uma Deusa, a Grande Mãe, invocada e revoltosa. Tem conflitos internos e externos.

O texto é gostoso de ler, desce redondo, e ensina MUITA coisa. A questão do carma, da “roda do carma”, a vida circular, “tudo volta”, é muito bem trabalhada e funciona bem, dando uma sensação de realidade, de verdade. E uma frase lá pelo meio do livro, que acho que vale pra tudo e todos, inclusive para nós enquanto escritores sonhadores:

“O mundo é dos persistentes, se alguém ainda não notou.”

Karina, obrigado por essa incrível pérola! Sucesso sempre!

Link para a obra: A Jornada das Bruxas

Nota: 5/5

Leia Mais
Eventos: Lancamento de O Sonho de Eva.