Amor: Um sentimento proibido em saga teen futurista. 6
Notícias

Amor: Um sentimento proibido em saga teen futurista.

Lembra um do filmes do diretor Jean-Luc Godard. Mais precisamente, o clássico "Alphaville" (esgotado), que mostra uma nação onde a poesia e o sentimento foram banidos. Este é o mote da saga teen "Delírio", da escritora sensação americana Lauren Oliver, publicada no Brasil pela Editora Intrínseca
 
Amor: Um sentimento proibido em saga teen futurista. 7

No livro, os cientistas descobriram que o amor é uma doença responsável por bagunçar a vida das pessoas. Instalado na corrente sanguínea, ele é difícil de ser contido. Para combatê-lo, o governo exige que todas as pessoas sejam curadas ao completarem 18 anos.

A protagonista da ficção, Lena Haloway, espera ansiosa por seu momento de ser sanada das dores provocadas pelo sentimento. Ela confia totalmente nos comandantes de seu país, mesmo com suas duras atitudes como toques de recolher, intervenções cirúrgicas forçadas e patrulhas-surpresa.

No entanto, um pouco antes de ser submetida à cura, a heroína se apaixona. Logo, ela começará a levantar dúvidas sobre a sociedade na qual está inserida.

Best-seller nos Estados Unidos, o livro tem previsão de lançamento para o dia 12 de março no Brasil.

Lauren também é autora de "Antes que Eu Vá", sobre uma garota que ganha a chance de viver o mesmo dia de sete formas diferentes.
 

Amor: Um sentimento proibido em saga teen futurista. 8
Fonte: Folha

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Amor: Um sentimento proibido em saga teen futurista. 9


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.