Publicado no Judão

Mundialmente falando — pelo menos falando do lado OCIDENTAL dessa laranja chamada Terra –, a venda de quadrinhos digitais é monopolizada pela ComiXology. A empresa possui contratos com as grandes editoras dos EUA, com as pequenas e também um serviço para publicar gibis totalmente independentes. Porém, apesar de algumas coisas independentes em português, o serviço é quase que totalmente em inglês.

Ou seja, há uma brecha aí. Para aproveitá-la, Fabiano Denardin — editor sênior na Mythos, também responsável pela edição das HQs da Panini –, Giovanni Akira e a equipe do site Outros Quadrinhos, em parceria com a própria Mythos, a Balão Editorial e com o Érico Assis, estão lançando o +Gibis. Ainda tá em fase Beta, mas já tem diversas publicações da 2000 AD (basicamente a Juiz Dredd Megazine, publicada pela Mythos), da Balão e do Muzinga.net, iniciativa do André Diniz. “Estamos abertos a outras editoras”, explica Denardin.

Mais Gibis

No site estão acessíveis todas as informações de cada revista, equipe criativa, preview e essas coisas todas. As publicações, totalmente em PT-BR, são compradas diretamente pelo site e você faz o download dos arquivos nos formatos CBR, CBZ e PDF. Depois, dá pra ler em qualquer tipo de smartphone, tablet ou no próprio computador. “Adoraria ter um app da loja, mas ainda está um pouco distante dos planos”, nos contou o Denardin.

O legal é que o termo de uso do site permite que sim, você pode fazer cópias para emprestar a revista para os seus amigos – tal qual um gibi físico. Eles não usam nenhum sistema de DRM, só, claro, pedem o óbvio: que se o seu amigo gostar da publicação, que ele comece a compra-la, incentivando assim os criadores, a editora e o próprio site.

Vale dizer que o ComiXology é um tremendo sucesso, tendo fechado 2013 como o app que mais rentabilizou na App Store, excluindo os games. Foram 4 bilhões de páginas vendidas pelo serviço em apenas um ano.

Pra conhecer o +Gibis, é só clickar aqui. Vida longa para a iniciativa! 😉

Deixe sua opinião aqui :)