“Chicago” ganhará nova produção brasileira

A produtora Stephanie Mayorkis, responsável por grandes produções brasileiras, como a primeira montagem de “O Fantasma da Ópera”O Rei Leão“Mamma Mia!” e “A Família Addams”, além dos sucessos de “My Fair Lady”“Cantando na Chuva” e “A Pequena Sereia”, revelou à VEJA SP que já se prepara para 2020. No ano que vem, a produtora pretende trazer o musical “Chicago” de volta ao Brasil.

Se preparando para a estreia de “Sunset Boulevard” em 22 de março, a produtora não está preocupada com nenhum tipo de crise. “Esperamos crescer 20% em 2019”, contou.

Com música de John Kander, letras de Fred Ebb, que também escreveu o roteiro ao lado de Bob Fosse, que foi o coreógrafo da produção original, “Chicago” estreou em 1975 na Broadway, permanecendo em cartaz até 1977. Uma nova produção estreou em 1996, e está em cartaz até os dias de hoje, se tornando o segundo musical a mais tempo em cartaz (atrás apenas de “O Fantasma da Ópera”). O revival foi vencedor de seis prêmios Tony, incluindo Melhor Revival de um Musical.

Em 2003, a versão cinematográfica do musical, dirigida e coreografada por Rob Marshall e com Renée ZellwegerCatherine Zeta-Jones e Richard Gere nos papéis principais, se tornou o primeiro musical a ganhar o prêmio de Melhor Filme no Oscar desde “Oliver!” em 1968. Catherine Zeta-Jones também foi premiada como Melhor Atriz Coadjuvante, junto com a direção de arte, figurino, edição e som, além de outras sete indicações.

No Brasil, o musical ficou em cartaz durante o ano de 2004 no Teatro Renault (então conhecido como Teatro Abril). Com versão de Claudio Botelho, a produção estrelava Danielle Winits como Velma Kelly, Adriana Garambone como Roxie Hart, Daniel Boaventura no papel de Billy Flynn, Selma Reis como Mama Morton, Jonathas Joba como Amos Hart e Guto Bittencourt como Mary Sunshine.

Leia Mais
Assista agora ao novo trailer de It: A Coisa