Daniel Radcliffe responde a comentários de J. K. Rowling: 'Mulheres trans são mulheres' 17
Daniel Radcliffe photographed at the Variety Sundance Portrait Studio in Park City, UT.
Notícias

Daniel Radcliffe responde a comentários de J. K. Rowling: ‘Mulheres trans são mulheres’

O ator Daniel Radcliffe publicou um texto nesta segunda-feira (8) de resposta a comentários feitos pela escritora J. K. Rowling em relação a mulheres transgênero.

“Mulheres trans são mulheres”, escreveu o intérprete de Harry Potter nas adaptações dos livros da autora.

“Qualquer declaração ao contrário apaga a identidade e a dignidade de pessoas transgênero e vai contra todos os conselhos dados por associações profissionais de saúde que têm muito mais experiência no assunto que Jo ou eu.”

O texto foi publicado no site do Trevor Project, uma organização sem fins lucrativos dedicada à intervenção de crise e à prevenção de suicídios para pessoas da comunidade LGBT+.

No domingo (7), a autora da série de livros “Harry Potter“, motivou a raiva de fãs e membros da comunidade após uma série de tuítes que acusados de transfóbicos.

“Sei que alguns veículos de imprensa vão provavelmente retratar isso como uma briga entre J. K. Rowling e eu, mas não é isso”, afirmou o ator no texto “Daniel Radcliffe responde aos tuítes de J. K. Rowling sobre identidade de gênero”.

“Enquanto Jo é inquestionavelmente responsável pelo curso que minha vida tomou, como alguém que foi honrado em trabalhar com e continua a contribuir com o Trevor Project pela última década, e até como ser humano, me sinto compelido a dizer algo neste momento.”

No texto, ele afirma que “78% dos jovens transgênero e não-binários relatam que foram alvo de discriminação por causa de sua identidade de gênero. Está claro que precisamos fazer mais para apoiar as pessoas transgênero e não-binárias, não invalidar suas identidades, e não causar maior dano.”

Ele também aproveitou para pedir desculpas aos fãs dos livros. “A todos aqueles que agora sentem que sua experiência com os livros foi manchada ou diminuída, sinto profundamente pela dor que esses comentários causaram”, disse.

“Espero de verdade que vocês não percam totalmente o que foi valioso nessas histórias para vocês. Se esses livros ensinaram que amor é a maior força do universo, capaz de superar qualquer coisa; se eles ensinaram que a força é encontrada na diversidade, e que ideias dogmáticas de pureza levam a opressão de grupos vulneráveis; se vocês acreditam que um personagem em particular é trans, não-binário, ou tem gênero fluido, ou é gay ou bissexual; se você encontrou qualquer coisa nessas histórias que ressoou em você e ajudou em qualquer momento de sua vida — então isso é entre você e o livro que você leu, e isso é sagrado.”

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Daniel Radcliffe responde a comentários de J. K. Rowling: 'Mulheres trans são mulheres' 18


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

Leave a reply