Escape Room | Crítica 6
NotíciasCinema

Escape Room | Crítica

Um filme que todo fã das salas Escape vai querer  conferir. Esse tipo de jogo mal chegou e agora é como se fosse uma febre que você pode ver se espalhando pelas ruas. Com a quantidade de salas que vi, só em São Paulo, não iria demorar para que algum estúdio decidisse brincar com esse conceito.

Sony Pictures e o diretor Adam Robitel se uniram para contar a história de seis estranhos que são convidados para desvendar os mistérios de um Escape Room, a sala mais realista de todas, eles só não podiam esperar que seria desvendar os mistérios ou morrer tentando.

Escape Room | Crítica 7

O filme em si tem um conceito difícil de se ignorar. Ele presta homenagens a franquias como Jogos Mortais, mas sem parecer muito forçado ou mesmo desgastante. Cada sala é interessante e os efeitos visuais foram bem colocados. Se levarmos em conta o grupo de protagonistas, temos um filme que consegue entreter e muito bem.

Escape Room | Crítica 8

Infelizmente, mesmo as atuações de Taylor RussellLogan MillerDeborah Ann e Woll Jay Ellis não conseguem compensar certos momentos do longa. Eles deviam ter ficado no simples ao invés de querer elevar tanto a mitologia.

No entanto, como um divertimento de uma hora e meia, Escape Room é o filme que você está procurando. Ele tem bons momentos de tensão e de comedia. 

Escape Room | Crítica 9

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Escape Room | Crítica 10


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.