Especial: 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura. 8
Notícias

Especial: 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura.

Olá leitores do Burn Book. Confiram uma lista feita pelo site Listas Literárias com 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura que talvez você não soubesse. A seguir, mais um post especial da #SemanaZ no BB.
 
Especial: 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura. 9
 

1 – Frankenstein de Mary Shelley , mesmo não sendo um romance de zumbi, antecipa muitas idéias do século 20 sobre zumbis em que a ressurreição dos mortos é retratado como um processo científico ao invés de um místico, e que os mortos ressuscitados são degradados e violentos;

2 – O livro A Ilha da Magia de WB Seabrook em 1929é um relato sensacionalista de um narrador no Haiti, que encontra nos cultos vodu os seus servos ressuscitados. Aliás, o Haiti seria muito provavelmente por onde iniciaria um apocalipse zumbi tamanha quantidade de relatos naquele país;

3 – Nos anos 1920 e início dos anos 1930 HP Lovecraft escreveu vários romances que exploraram o tema zumbis ou mortos-vivos a partir de ângulos diferentes. " Cool Air "," Na Vault "(que inclui, talvez, o primeiro gravado personagem mordido por um zumbi), entre outros, mas principalmente Herbert West – Reanimator , que ajudou a definir zumbis na cultura popular;
 
4 – O filme Re-Animator foi vagamente baseado na história de Lovecraft, e se destacou no gênero, alcançando quase a unanimidade da crítica, e se tornou um sucesso modesto, quase superando o lucro da bilheteria de Day of the Dead;

5 – Em 1988 o filme A Serpente e o Arco-Íris, baseado no livro de não ficção de Wade Davis , tentou religar o gênero zumbi com o vodu do Haiti e as raízes que o inspirou;

6 – Stephen King não deixou de fora os zumbis de sua biografia, no livro Celular um jovem aspirante a artista em uma viagem de Boston ao Maine , e com a esperança de salvar sua família de um surto mundial de zumbis causado por um pulso eletromagnético envolvendo usuários de celulares. O livro tornou-se um de seus Best-sellers;

7 – World War Z de Max Brooks , é um dos recentes sucesso, e de imediato após seu lançamento estava entre os mais vendidos do News York Times. Brooks já tinha escrito o sucesso cult Guia de Sobrevivência a Zumbis;
 
8 – Para Max Brooks zumbis são tão populares por que: Outros monstros podem ameaçar humanos individuais, mas os mortos vivos ameaçam toda a raça humana …. Zumbis são os limpadores de ardósia;
 
Especial: 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura. 10
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
9 – Nem mesmo Harry Potter escapou da influência zumbi, e no 6º Livro da série conhecemos os Infurius [Ou Inferi], que são humanos mortos que estão re-animados por magia negra;
 
10 – Ultimamente houve uma onda de mashups com tema zumbi. Orgulho e Preconceito e Zumbis por Seth Grahame-Smith combina o texto completo de Orgulho e Preconceito de Jane Austen com uma história sobre uma epidemia de zumbis dentro do romance.
 
Outros mashups com obras clássicas incluem livros como O mágico de OZ, e clássicos da literatura brasileira como o livro Memórias Desmortas de Brás Cubas, de Pedro Vieira;

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Especial: 10 Curiosidades sobre zumbis na literatura. 11


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

2 Comments

  1. Muitas informações legais! ^^ Ainda não li nenhum livro sobre Zumbis (exceto Frankenstein, que não trata exatamente deste tema), mas tenho muita vontade de ler!
    Bjuss
    Paty Algayer – http://www.magicaliteraria.com/

  2. Amo filmes de zumbis,kkkk. Mas livro eu ainda não li nenhum, já até anotei aqui para procurar, bjss.
    My recent post Livro: A Terra das Sombras – A Mediadora – Vol I – Meg Cabot

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.