As livrarias são aqueles lugares onde os amantes dos livros se sentem a um só tempo calmos, por estarem em um lugar com tantos objetos de desejo juntos, e contraditoriamente ansiosos, justamente por estarem em um lugar com tantos objetos de desejo juntos. Talvez por perceberem que jamais terão tempo de ler todos eles.

Abaixo, uma lista, ainda pequena das mais interessantes e bonitas livrarias do mundo, que será atualizada e ampliada tão logo as sugestões dos leitores comecem a chegar.
Creio que, diante das imagens, poucos duvidarão que as três primeiras realmente são as mais belas livrarias do mundo.
 
3. Lello e Irmão, no Porto, Portugal
 

A Livraria Lello e Irmão, também conhecida como Livraria Chardron ou simplesmente Livraria Lello, situa-se na Rua das Carmelitas, na freguesia da Vitória da cidade do Porto, em Portugal. Em virtude do seu ímpar valor histórico e artístico, a Lello tem sido reconhecida como uma das mais belas livrarias do mundo por diversas personalidades e entidades, casos do escritor espanhol Enrique Vila-Matas, do jornal britânico The Guardian e da editora australiana de guias de viagens Lonely Planet. (fonte)

2. El Ateneo, Buenos Aires, Argentina
 



» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

A livraria El Ateneo fica na Recoleta, Buenos Aires. O prédio onde está instalada é o antigo Teatro Grand Splendid, de 1919. A maior parte das características arquitetônicas foi mantida. O teatro tinha quatro fileiras de camarotes, com capacidade para 550 poltronas e 500 poltronas na geral. A construção foi arrendada por dez anos, em 2000, pelo grupo editorial Ilhsa. A adaptação do espaço se manteve fiel à estrutura, com as prateleiras substituindo as linhas de assentos. A seção de literatura infantil fica no subsolo. Afinal, todo mundo sabe que crianças gostam de lugares subterrâneos ou de sótãos. Há uma galeria de arte e uma seção de música clássica. São 100 mil títulos de livros e 10 mil de CDs, que tornam essa livraria uma das maiores da América Latina. A pintora Isabel Contreras fez o restauro do afresco da cúpula, pintada na década de 1920 pelo artista italiano Nazareno Orlandi. Os temas são pacifistas, no clima que se seguiu ao final da Primeira Grande Guerra. (fonte)

1. Selexyz Dominicanen, Maastricht, na Holanda
 
 
A livraria foi montada dentro de uma antiga igreja dominicana, na cidade pequena encravada entre Bélgica e Alemanha, a livraria faz parte da rede Selexiz presente em toda a Holanda. Logo na entrada há uma porta de quase 6 toneladas com inscrições em 27 línguas para a palavra livro. A Igreja onde está instalada a livraria começou a ser erguida em 1266, depois que uma rica família local doou o terreno para a congregação, a Igreja já foi usada em diversas ocasiões como pronto-socorro na 1° Guerra Mundial, como sala de concertos, como necrotério na 2° Guerra Mundial. Na entrada da livraria é possível encontrar também um pequeno mercado medieval, onde se pode tomar café, chás e comer pães feitos de acordo com a tradição holandesa, além disso é possível assistir pequenas demonstrações de lutas e ouvir cantores vestidos como menestréis. (fonte
 

 

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos