Uma campanha multimilionária pelo bem da África foi anunciada hoje, pela DC Entertainment, no blog oficial da DC Comics. A iniciativa sem precedentes na história dos quadrinhos americanos tem como objetivo quebrar paradigmas, reunir milhões de dólares para três das principais entidades de auxílio ao continente africano (Save the Children, International Rescue Committee e Mercy Corps) e utilizar seus super-heróis como símbolo de reconhecimento mundial.

A campanha, chamada We Can Be Heroes, é representada por Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash, Aquaman e Ciborgue – a atual formação da Liga da Justiça. O anúncio foi feito hoje de manhã numa conferência em Nova York com Barry Meyer (CEO da Warner Bros), Jeff Robinov (Presidente da Warner Bros. Pictures Group) e Diane Nelson(Presidente da DC Entertainment). Segundo este anúncio, o objetivo da campanha é auxiliar as mais de 13 milhões de pessoas em situação crítica de fome, além dos 250 mil que vivem na total miséria na Somália.
 
We Can Be Heroes terá exposição em vários veículos do grupo Time Warner, e segundo Meyer ela continua a tradição de filantropia da Warner Bros. “Somos uma empresa globalizada, e esta é uma campanha globalizada” disse ele na conferência. Além de doações, a companhia espera engajar fãs e consumidores a espalharem a palavra e fazerem doações também – daí o nome da campanha. Para isso, o site WeCanBeHeroes.org foi lançado e lá os consumidores podem fazer doações que serão 100% revertidas para as entidades – quando as doações passarem de 1 milhão, metade do valor vai para as organizações e metade será lucro da DC Entertainment.
Esta é uma situação trágica afetando milhões de pessoas. Todos têm o poder de reunir esforços para que a We Can Be Heroes atinja seu objetivo“, disse o Dr. Jill Biden, que visitou os refugiados do Quênia em agosto do ano passado e tem trabalhado nesta crise desde então. “Eu louvo os esforços da DC Entertainment, da Warner e de todas as organizações que estão usando seu alcance global para conseguir ajuda“.
Mais informações (em inglês) podem ser vistas no site www.wecanbeheroes.org.

Deixe sua opinião aqui :)