Especial: Livros ou verdadeiros sanduiches? 4
Notícias

Especial: Livros ou verdadeiros sanduiches?

Publicado no Catraca Livre

O designer gráfico polonês, Pawel Piotrowski, criou um divertido modelo de livro, o “Sanduíche Book”. A proposta é atingir o público jovem para tornar o aprendizado uma prática descontraída. Confira as imagens:

 lTknPBi - Imgur1

AdGFtJi - Imgur2

zIuxdds - Imgur3

ebttx0p - Imgur4

zpHRTU5 - Imgur5

jSond5d - Imgur6

i6VXZO6 - Imgur7

5tAmQD5 - Imgur8

Fonte

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Especial: Livros ou verdadeiros sanduiches? 5


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

3 Comments

  1. Oie

    Adorei a critividade!

    Ainda mais porque amo comer <3

     

    Beijos

  2. Não ia dar certo pra mim, eu ia passar o tempo todo com fome, hehe.
    Mas é uma ótima iniciativa, ajuda a inserir os jovens no mundo dos livros, mesmo que devagarzinho e iniciando com comida :3
    Pois quem é que não gosta de comer?

  3. Lembra a história de Monteiro Lobato, em que Emília sugeria que a cada página do livro o leitor, comendo o papel, pudesse provar um prato, cafezinho ou quitute diferente 😀

Leave a reply