Especial: Sherlock vs. Elementary 11
Notícias

Especial: Sherlock vs. Elementary

Olá leitores do Burn Book. Hoje venho compartilhar com vocês uma dica de série, trata-se de Sherlock exibida pela BBC. Comecei a acompanhar a série essa semana, e já estou na 2°temporada (em média são 3 episódios de 1 h 30 min por temporada). Estou gostando muito da série, por isso resolvi trazer essa noticia para vocês.

Especial: Sherlock vs. Elementary 12

A produção de uma versão americana do detetive Sherlock Holmes nos tempos modernos ainda não está garantida, mas já gerou reações negativas por parte dos fãs de “Sherlock“, série da BBC, e de seus produtores. O piloto foi encomendado pelo canal CBS, que irá avaliar a possibilidade de produzir uma série, a qual recebeu o título de “Elementary“. Tão logo o anúncio foi feito, os produtores de “Sherlock” manifestaram-se no Twitter e na imprensa britânica, avisando a rede CBS que ficarão atentos a qualquer violação de direitos autorais.
Embora tenha sido criado pro Arthur Conan Doyle em 1887, a versão moderna de “Sherlock” é assinada por Steven Mofatt e Mark Gatiss, que deram ao personagem algumas características, estética e elementos contemporâneos, os quais, se utilizados da mesma forma pela rede CBS, poderão configurar violação de direitos autorais. A animosidade dos produtores de “Sherlock” em relação a “Elementary” chegou ao ponto deles ameaçarem a CBS publicamente de uma ação judicial.
Segundo Sue Vertue, da Hartswood Films, produtora de “Sherlock”, em entrevista ao jornal The Independent, a CBS entrou em contado com eles depois que a série britânica estreou nos EUA pelo canal público PBS e pelo site Netflix, conquistando uma legião de fãs e boas críticas. As declarações de Vertue dão a entender que a CBS teria demonstrado interesse de produzir uma versão americana de “Sherlock”. Se de fato isto ocorreu, as partes não chegaram a um acordo, já que em setembro de 2011 a CBS anunciou o desenvolvimento de “Elementary”, projeto que não tem o envolvimento dos produtores britânicos.
Assinada por Robert Doherty (Medium), “Elementary” apresentará Sherlock nos dias de hoje vivendo e trabalhando em Nova Iorque. Nenhum detalhe sobre o enredo foi divulgado pela CBS até o momento.
Uma série americana com o personagem nos tempos modernos poderá comprometer a receptividade e os lucros que a produção britânica vem conquistando, tanto em sua venda a canais internacionais quanto na sua distribuição em DVD e downloads oficiais. É público e notório que a ‘máquina publicitária’ americana derruba qualquer concorrência, o que poderá dar à produção dos EUA um reconhecimento maior (tendo ou não um bom desenvolvimento de conteúdo). Este, por sinal, é o principal motivo pelo qual a TV americana costuma produzir versões próprias de sucessos estrangeiros: controle no desenvolvimento criativo e posse dos lucros gerados pela produção.
Sendo um personagem conhecido mundialmente, Sherlock Holmes já foi adaptado diversas vezes para o cinema e para a TV, geralmente com sucesso. O que pode pesar contra a produção americana é o fato dela ser situada em Nova Iorque, algo que os fãs puristas podem não gostar. Por outro lado, o choque cultural do personagem com o ambiente + o ator que for escolhido (se for alguém conhecido do grande público), podem reverter em audiência.
A única série produzida para a TV americana até o momento é “Sherlock Holmes”, de 1954, que teve apenas 39 episódios filmados na França, em uma única temporada. Resta esperar para ver se “Elementary” consegue passar da etapa de avaliação do piloto para a encomenda de episódios da série. Algo que será divulgado em meados do mês de maio.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Especial: Sherlock vs. Elementary 13


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

2 Comments

  1. Nossa nem sabia dessas séries, sou meio desligada das coisas que acontecem na tv… rsrsrs…
    Assisto poucas séries que pessoas me recomendam. Mas eu adorava os livros de Sherlock. Quem sabe eu gosto dessa série.

    Bjs
    My recent post Beijada por um Anjo 1 – Elizabeth Chandler

  2. Eu já tinha ouvido falar da série, mas tenho tanta coisa pra ver que nem sei …..Espero ter tempo logo =D

    BiahB – Garota Pai D'égua http://www.garotapaidegua.com

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.