Liga da Justiça pode ser nerd demais 3
CinemaNotícias

Liga da Justiça pode ser nerd demais

A primeira parte do filme da Liga da Justiça não chegará aos cinemas até 2017, mas parece que já temos uma informação interessante sobre o longa. O pessoal do  Tech Times conseguiu dar uma olhada no roteiro e disse que ele era muito longo e apenas os fanáticos por quadrinhos vão entender o que está acontecendo.

Isso é um grande problema, já que o longa precisa apelar para o publico em geral se quiser fazer sucesso. Não são todos que tem conhecimento de quadrinhos e que se quer sabe a diferença entre Marvel e a DC.

Felizmente, o filme ainda está nos estágios iniciais de desenvolvimento, então muita coisa ainda pode ser mudada. Quem sabe a Warner aprenda um pouco com a recepção de seu próximo filme, Batman v Superman. A Marvel já aprendeu como trazer seus filmes átona de um modo que tanto os geeks quanto o publico em geral se divertem muito. Eles podem transformar personagens obscuros, como Os Guardiões da Galáxia, em estrelas da cultura pop, coisa que a Warner tem um longo caminho pela frente

No entanto, eu ainda me mantenho confiante. As séries da DC acabaram indo além das minhas expectativas e com o vilão Braniac sendo cotado como a grande primeira ameaça da Liga numa primeira parte de varias dele, o futuro pode ser brilhante para a DC.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Liga da Justiça pode ser nerd demais 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.