Lionsgate culpa Star Wars pelo baixo desempenho de Jogos Vorazes 3
CinemaEntretenimentoNotícias

Lionsgate culpa Star Wars pelo baixo desempenho de Jogos Vorazes

Rob Friedman um dos diretores da Lionsgate declarou em entrevista para o site Deadline os motivos que acredita terem levado Jogos Vorazes a ter um desempenho de 100 milhões a menos do que o esperado.

O diretor justificou-se dizendo “Penso que foi uma combinação única de circunstâncias. Tivemos o ataque terrorista na Europa e o lançamento de Star Wars.” alegou ainda, que a estreia de Star Wars tirou entre 50 a 100 milhões de dólares do tão aguardado desfecho da franquia.

Seria uma boa justificativa se o filme não tivesse ficado também, abaixo das expectativas em outros países como por exemplo a China, local em que a culpa foi direcionada aos filmes “Perdido em Marte” e “007 contra Spectre”

O fato é; a baixa bilheteria pode afetar o investimento da Lionsgate em futuros Spin-offs da franquia, deixando-a como um plano B caso as apostas do momento não deem certo. Atualmente a Lionsgate está focada em outras franquias como Truque de Mestre e Power Rangers, os grandes esperados do ano.

 

E você, qual é a sua opinião sobre o filme? E o que acha que pode ter causado a baixa bilheteria?

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Lionsgate culpa Star Wars pelo baixo desempenho de Jogos Vorazes 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.