Livros que funcionam também como bilhete único

Os períodos de espera no transporte público combinam demais com leitura. Não por acaso em cidades como São Paulo o hábito tem se disseminado cada vez mais.

Para estimular ainda mais essa prática saudável e construtiva, a editoria L&PM aproveitou o Dia do Livro e bolou uma ação muito criativa. Durante a manhã de ontem os passageiros que circulavam na linha 4-Amarela foram presenteados com clássicos da literatura como A Arte da guerra, Sun Tzu; Assassinato no Beco, Agatha Christie; Hamlet, William Shakespeare; Cem sonetos de amor, Pablo Neruda, entre diversos outros.




Ticket_Books

Mas você deve estar se perguntando: tá, mas e o que tem de tão diferente nisso? Simples, algumas dessas obras funcionavam também como bilhete de metrô, graças a um chip instalado em suas capas. Bastava aproximá-las da catraca que a entrada era liberada. Depois de lido e usado como passagem, o livro podia ainda ser recarregado e dado de presente a um amigo.

Ao todo, foram 1.500 livros distribuídos gratuitamente dos quais 300 traziam a surpresa. Os Ticket Books não tem prazo de validade e podem ser recarregados sempre que a pessoa quiser. Para carregá-lo basta acessar o site do projeto e inserir o código que fica na contracapa do livro.

Via Exame / Catraca Livre

Leia Mais
Ator de The Vampire Diaries parece não ter desistido de ser o Asa Noturna