News: 'Crepusculo' e o autor Stephen King 3
Notícias

News: ‘Crepusculo’ e o autor Stephen King

Publicado na Folha

'Crepúsculo' é pornô adolescente, diz o escritor Stephen King

13172759

Em rara entrevista, o renomado escritor de terror Stephen King, autor dos best-sellers"O Iluminado" e "Carrie, A Estranha", chamou a saga "Crepúsculo", de Stephenie Meyer, de "pornô adolescente" e disse que a série de livros "Jogos Vorazes", de Suzanne Collins, é "enfadonha" e "pouco criativa".

As declarações foram dadas ao jornal britânico "The Guardian". Aos 66 anos, o americano está prestes a lançar seu 56º romance, "Doctor Sleep", a sequência de "O Iluminado".

"Os livros [da saga ‘Crepúsculo’] não são sobre vampiros e lobisomens. Eles são sobre como o amor de uma garota pode tornar bom um garoto ruim”, disse King, que expressou decepção com as obras.”Eu li ‘Crepúsculo’ e não senti vontade de continuar. Eu li ‘Jogos Vorazes’ e não senti vontade de continuar. Não é como ‘O Concorrente’ [livro de King escrito sob o pseudônimo de Richard Bachman], que é sobre um jogo em que as pessoas são mortas e os outros assistem. Uma sátira sobre os reality shows."

O autor também demonstrou insatisfação com "Cinquenta Tons de Cinza", de E. L. James, e negou que exista uma "era de ouro" atual para os livros de terror.

"Não consigo pensar em nenhum livro atual que seja comparável a 'O Exorcista'", disse, em referência ao livro de 1971 escrito por William Peter Blatty.

Já com a criadora de "Harry Potter", J. K. Rowling, King foi mais gentil. Segundo ele, a estreia dela fora do mundo de seu personagem mais famoso, em "Morte Súbita", é "fabulosa". O autor chegou até mesmo a comparar o estilo de Rowling ao de outro escritor britânico, Tom Sharpe.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


News: 'Crepusculo' e o autor Stephen King 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Notícias

3 Comments

  1. Escritores… sempre se sentindo melhores que outros escritores!

  2. Stephen King depois que vende a crítica faz uma declaração dessas sobre Hunger Games? Não entendi. Porque na capa da Inglaterra há uma review dele bem diferente do que ele disse na entrevista citada: (http://3.bp.blogspot.com/_8nmIT1BI7hg/SvsuTLfNalI/AAAAAAAAAPE/F8vcaTIGtu4/s400/Hunger+Games+Cover+-+UCom a J.K. Rowling talvez seja solidariedade com ela, porque ambos eram professores antes de ser escritores. De qualquer modo, irrelevante a opinião dele para mim.

  3. "O Concorrente" é muuuuuito bom mesmo. Mas "Jogos Vorazes" está longe de ser uma cópia dele, não dá para comparar. Acho que King foi infeliz em seus comentários. Uma pena, gosto muito dos livros dele.
    Acho que, às vezes, quando o escritores ficam célebres demais eles começam a achar que podem falar de qualquer jeito das coisas, de diminuir outros trabalhos. Concordo, no entanto, com a opinião dele sobe "Crepúsculo", embora não poria dessa forma. Quanto à "Cinquenta Tons de Cinza", não sabeia opinar, pois não li, mas tão pouco tenho grandes expectativas.
    Pelo menos ele soube reconhecer o valor de J. K. Rowling, quem é tão célebre quanto ele, se não mais. E quem, diga-se de passagem, jamais se comportaria dessa forma.

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.