Já deram uma olhada nos lançamentos de Junho da Editora Intrínseca? Gostaria de destacar três livros: dois que eu quero ler, e um que eu não recomendaria. Confira:

Foto do Post 1

Ele está de volta, de Timur Vermes

Berlim, 2011. Adolf Hitler voltou. E ele está führioso. Não há mais Evan Braun, nem partido nazista, nem guerra. Além disso, Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem – como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um campeão de audiência no Youtube, ele ganha um programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto ele tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo.

Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante.

Nota: Me interessei por esse livro por ele parecer tem um lado sarcástico e também por ouvir falar dele durante um evento literário aqui em Sampa. 
Extra: Aparentemente esse livro já foi da Leya/Lua de Papel, e agora é da Intrínseca (foto)

Passarinho-Crystal-Chan

Passarinho, de Crystal Chan

Joia não conheceu seu irmão, John, que morreu ao saltar do penhasco justamente no dia em que ela nasceu. O garoto tinha o apelido de Passarinho, dado pelo avô, que adorava ver o menino se divertir subindo e pulando de qualquer lugar. Após sua morte, o avô de Joia parou de falar, e a menina cresceu em uma casa tomada por segredos, silêncio e culpa. Até que, aos doze anos, ela conhece um garoto misterioso que também se chama John. O avô está convencido de que esse novo amigo é um duppy – um espírito maldoso –, mas Joia sabe que isso não é verdade. E talvez em John esteja a chave para quebrar a maldição que caiu sobre a família de Joia desde que Passarinho morreu.

Nota: Esse livro me lembrou um pouco "Extraordinário" e livros desse gênero + a capa é MUITO BONITA! Quero ler!

***

Agora a parte chata do post: O livro que eu não recomendo é … Não se apega não.

Esse livro é de uma blogueira famosinha de moda, mas na época de anúncio do lançamento, protagonizou um BARRACO no Facebook, ofendendo blogueiros (comigo incluso), professores e leitores aleatórios. Não li o livro e nem pretendo ler, e espero que SE ela chegar a ver esse post, não faça barraco novamente nas redes sociais.

Gif que define a situação:

tumblr_m4quwkYADy1rn95k2o1_500

Deixe sua opinião aqui :)