Depois de Les Misérables lotar por meses o Teatro Renault, chegou a vez de ‘O Fantasma da Ópera’ ocupar o palco do Renault em agosto.

O Fantasma da Ópera, de Andrew Lloyd Webber, foi um dos grandes sucessos do então Teatro Abril, o atual Renault. Orçada em 10 milhões de dólares, a superprodução ficou em cartaz por dois anos, entre abril de 2005 e abril de 2007, e foi aplaudida por mais de 850.000 espectadores na cidade.

Estavam lá os cenários suntuosos, os figurinos irretocáveis, os efeitos de tirar o fôlego — o lustre de 450 quilos despenca do alto do teatro para o meio do palco em poucos segundos — e a trama melodramática defendida por 37 atores-cantores.