Se prepara, porque amanhã vai ter peça de teatro, no Teatro Santo Agostinho, do lado do metrô Paraíso, zona sul de SP.

Confira no link do evento mais informações, porque tem desconto apresentando o anúncio do evento.

Não perca essa chance de ver uma peça de teatro, ainda mais sendo do Pequeno Príncipe, que ensina muita coisa até hoje pra gente de todas as idades.

SINOPSE:
Um espetáculo que transmite a essência da amizade, respeito e amor ao próximo. A história se passa no deserto do Saara onde um piloto de avião sofre uma pane no motor e é obrigado a fazer um pouso de emergência e precisa ficar por lá alguns dias até consertar seu avião. Logo, conhece o Pequeno Príncipe, um garotinho que vem de um planeta bem pequeno e distante do nosso. Aos poucos, o Principezinho vai contando suas recordações sobre sua rosa e dos planetas que visitou procurando novos amigos. Ele conhece vários personagens inusitados, e através de cada um, o Principezinho passa de forma simples, verdadeiros valores e lições perdidas há tempo pelo piloto. Isso tudo pode ser traduzido por uma frase da raposa, personagem que ensina ao garoto o segredo do amor. “Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos” Com esta história mágica e sensível, não há adulto que não se comova, e criança que não se encante com esta fábula.

Ficha Técnica:

Obra: Antoine de Saint Exupéry
Adaptação: Andréia Bertanha
Direção: Jefferson Brito
Trilha sonora: Eric Brandão e Val Azevedo
Figurinos: Ginna Krem
Coreografia: Studio de Dança Clayds Swing.
Coreografia de Artes Marciais: Andrew R. R. Marques.
Mapa de Luz: Paulo Oliveira
Operador de Luz e som: Diego Santana
Produção Executiva: Andréia Bertanha
Fotografia: Débora Carvalho
Elenco: Alexandre Zanchetta AX-Nunes, Enzo Bulcão, Jairo Cosmo, Jefferson Brito, Jessica Miranda, Lucas Barbosa e Paulo Arquery.
Classificação: Livre
Realização: Cia de Teatro Letra Jovem

Objetivo:

“O Pequeno Príncipe” Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Um livro aparentemente infantil, que desperta leitores de todas as idades. Escrito pelo francês Antoine de Saint Exupéry, a obra nos trás sempre uma lição de vida, uma visão de um olhar que ficou perdido na infância. Pois somente uma criança não se deixa limitar por traços e formas, pois ela é capaz de enxergar além disso, ela é capaz de criar um mundo com apenas uma folha de papel ou um lençol, ensinando para os adultos valores humanos, fazendo com que voltem os sonhos, os questionamentos, a vontade de fazer diferente, observar e compreender melhor o mundo e o nosso próximo.

Deixe sua opinião aqui :)