Pedro Almeida renuncia ao cargo de curador do Jabuti

O editor se envolveu em polêmica no último fim de semana ao fazer um post em sua rede social em que questionava a letalidade da covid-19.

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) enviou nota à redação do PublishNews anunciando a renúncia de Pedro Almeida do cargo de presidente do Conselho Curador do Prêmio Jabuti. No documento, a entidade afirma que “celebrar a produção editorial e homenagear os profissionais que atuam pelo livro, leitura e cultura brasileira continuarão sendo prioridade do Prêmio Jabuti e da Câmara Brasileira do Livro”.

No último sábado (23), quando mais de 22 mil pessoas tinham morrido de covid-19, o agora ex-curador usou as suas redes sociais para transmitir uma inverdade relacionada à pandemia. A partir de dados de relatórios do Portal da Transparência, concluiu que não houve aumento no número de mortes por causas respiratórias entre o mês de abril e maio quando comparados ao igual período do ano passado. Com isso, ele concluiu: “O covid, pelo menos no Brasil, não causou mais mortes, nem por doenças respiratórias, nem por todos os motivos juntos”.



No post, ele fez uma outra constatação equivocada: “Estou falando que não há um dado claro que indique a necessidade de parar o país e ferrar com a economia por uma mortandade de pessoas, porque não há esse aumento de óbitos”.

Ocorre que o próprio Portal da Transparência tem um alerta sobre os prazos legais para registro de óbitos e também em relação ao processo de atualização do sistema, o que acarreta um atraso importante, dificultando a correlação direta entre os dados. O post teve enorme repercussão. Um grupo de escritores, editores e intelectuais criou uma petição on-line que já amealhou mais de 8,2 mil assinaturas incluindo nomes de peso como Conceição Evaristo, Nélida Piñon, Aílton Krenak, Danilo Miranda, Djamila Ribeiro, Alberto Villas, Amyr Klink, Antonio Prata, Antonio Torres, Aroeira, Frei Betto, Bob Wolfenson, Fernando Bonassi, Drauzio Varella, Edney Silvestre, Eliane Brum, Gonçalo M. Tavares e Humberto Werneck.

A pressão continuou nesta terça-feira (26), quando o coletivo Virgínia, composto por mais de 200 mulheres profissionais do mercado editorial, escreveu uma carta aberta pedindo a renúncia do curador.

Nota oficial – Câmara Brasileira do Livro

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) recebeu e acatou hoje a carta de renúncia do professor Pedro Almeida, curador do Prêmio Jabuti. A Câmara agradece seu trabalho e contribuição para o prêmio durante a edição passada, em uma atuação reconhecida por todos.

Celebrar a produção editorial e homenagear os profissionais que atuam pelo livro, leitura e cultura brasileira continuarão sendo prioridade do Prêmio Jabuti e da Câmara Brasileira do Livro. A entidade seguirá trabalhando para levar melhores serviços aos associados, enfrentando de forma responsável os enormes desafios que nossa sociedade ainda tem adiante e reafirmando seu compromisso permanente com a defesa dos princípios democráticos e valorização do livro e leitura.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Toy Story 4 é oficializado pela Pixar!