A tal da Comic-Con no Brasil

Não se fala em outra coisa, segundo publicação da revista Veja, o Brasil vai receber em Dezembro a sua primeira Comic-Con. O evento é considerado o mais importante encontro nerd do mundo, evento reunirá fãs de games, cinema, séries de TV e quadrinhos.

comic br




Gostaria de começar esse post com o aviso de que não estou duvidando da integridade do evento e muito menos dos organizadores do mesmo, só quero destacar que juntando os fatos e fazendo uma análise de fora sobre o evento a coisa não parece tão bonita assim.

O primeiro fator é o nome do evento, que está sendo divulgado como Comic Con Experience, que faz uma alusão a versão tradicional de San Diego, na Califórnia, mas em nenhum momento foi citada uma real ligação entre o evento original e essa versão organizada no Brasil.

Outro ponto são os organizadores do evento, segundo a matéria da Veja um investidor do site Omelete está por traz da grande empreitada no Brasil, e acho muito cômodo aliar o trabalho de investidores ao maior site de Cultura Nerd do país para trazer um evento desse porte sem antecedentes, ou melhor, apesar da matéria ter saído em um dos veículos mais importantes do país (Veja), em nenhum momento é citado alguma ligação desse evento com a Comic-Con real, e julgando por eventos anteriores como a Bloodlines (convenção da série Vampire Diaries) e a Roadhouse (convenção de Supernatural), o histórico desse tipo de evento no Brasil não é lá muito animador.

Comecei a pensar nesse post depois de uma conversa com um amigo meu no Facebook, e concordo exatamente como ponto citado por ele:

“Sobre essa Comic-Con aqui no Brasil só uma coisa: Todas notícias dão a entender um gigantesco evento que vai sensacional e se equiparar ao nível da Comic-Con de San Diego. Não vai. Pra mim isso é só um jeito de explorar fanboys e ganhar dinheiro.

O problema é usar a influência para alienar os fãs. É muito fácil pegar o nome de um evento que já existe e aliar isso a uma divulgação constante do maior site de entretenimento do país. Todo mundo vai ficar achando a coisa mais maravilhosa e incrível de todos os tempos, mas provavelmente não vai chegar nem perto disso.” (Felipe Martins)

Resumindo, unindo a Expectativa + Divulgação Massiva + Inexperiência = Provavelmente decepção/exploração do público. Pode ir separando as economias do ano e quebrando o porquinho pra garantir o seu ingresso.

Até agora o Omelete não deixou muito claro que o evento tá sendo organizado por eles, isso faz ficar mais feio ainda, pois eles devem estar evitando aliar um possível fracasso público ao nome do site. Um exemplo disso é a Bloodlines, que é um evento consideravelmente menor que uma possível Comic-Con e deu no que deu, diversos processos e insatisfação do público em geral.

Fica aqui a minha opinião pessoal sobre a Comic Con Experience, agora só nos resta aguardar os próximos capítulos dessa “novela”. O que vocês acham sobre essa polêmica? 

Leia Mais
Atypical é renovada para a terceira temporada pela Netflix