Resenha: Trilogia Interligados, Gena Showalter 3
Resenhas

Resenha: Trilogia Interligados, Gena Showalter

A escritora Gena Showalter introduziu em 2009 a saga de Aden Stone. Um garoto de dezesseis anos igual a todos os outros, se não fossem as quarto almas que vivem dentro dele. Cada uma tão distinta quanto poderosa. Uma pode levantar os mortos, outra pode possuir corpos, uma ainda pode voltar no tempo e a última prever o futuro.

As almas sempre foram à única coisa que ele pode chamar de família, mas tudo podia mudar. Uma garota pode calar as vozes e dar a paz que Aden sempre quis. Mas as consequências desse encontro trarão o sobrenatural a Oklahoma e Aden se verá jogado num mundo que ele não poderá controlar, onde seres poderosos andam a espreita na calada da noite.

Gena criou um mundo incrível. Se aproveitando da mitologia conhecida, como a dos vampiros e dos lobisomens, ela soube brincar com suas criaturas da noite e nos dar um mundo divertido e intrigante de se acompanhar nessa voz única.

Aden é o típico garoto problemático e corajoso que te conquista. Claro que ele não é o único a contar a história. Mesmo sendo o centro de tudo que acontece, temos também o lado Mary Ann dos acontecimentos. Enquanto Aden sempre atraiu o sobrenatural, ela o afastou.

Existe alguma coisa de diferente nesses dois que vamos descobrindo ao longo dos três livros e novas vozes se unem à narrativa, como a de Tucker, Victoria e Riley. Vozes que eu gostei muito de poder explorar mais e dar uma profundidade maior aos seus personagens. Embora seja na voz de Aden que a história realmente ganha força, o garoto cresce de uma maneira fenomenal no livro e você começa a perceber que ele pode alcançar as estrelas e torce para isso. Mas principalmente torce para que ele possa encontrar respostas.

Quem é fã da série Interligados deve estar se perguntando porque estou fazendo uma resenha dos três livros, sendo que o último livro ainda não lançou? Não seria prudente espera-la lançar? A resposta é simples meus amigos: Talvez nunca tenhamos um quarto livro. A autora já deixou bem claro que perdeu a vontade de continuar escrevendo sobre Aden Stone e seus amigos.

Eu também fiquei decepcionado quando li isso, mas percebi que ela havia se perdido um pouco no terceiro livro. Sua vontade de não continuar era um pouco visível em seu último trabalho, mesmo tendo conseguido se recuperar e nos dar um final surpreendente. Depois que você lê a última linha, você quer saber desesperadamente o desenrolar dos eventos.

Parte de mim acredita que teremos um quarto livro, mas só depois que a autora terminar seus projetos restantes e decidir voltar a dar atenção a esse mundo. Eu acho que ela criou algo bem divertido e gostoso de se acompanhar, conseguindo muito bem trazer uma aura sobrenatural de fundo.

Uma pena que a autora não percebeu isso. Alguns podem considerar o final do terceiro livro como aquele típico final em que o autor quer que você decida o final da história e eu estaria de boa com isso. O problema é que ela não planejou isso, então parte de mim se recusa a aceitar esse final, depois de ter me apegado tanto a esses personagens e a esse mundo.

Eu fiquei com Aden Stone até o fim e não me arrependo.

1

Confira o book trailer abaixo:

[[youtube https://www.youtube.com/watch?v=cLwEAFCCWOc]]

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Trilogia Interligados, Gena Showalter 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.