Olá leitores do Burn Book. Confira a 48° edição do Cabine Literária com a resenha do livro “O Livro Selvagem” de Juan Villoro, publicado pela Editora Cia. das letras.

 
 
 
Juan tem treze anos e já planejou as próximas férias: quer ficar em casa e passar os dias brincando e aproveitando o sol do verão. Mas sua família está passando por uma situação difícil. Os pais acabaram de se divorciar, e, tentando se adaptar à nova vida, sua mãe decide que precisa passar alguns dias sozinha.

Juan, então, tem de ir para a casa do tio Tito, um sujeito um tanto excêntrico, que ama os livros mais que tudo e tem estantes espalhadas por todos os cantos da casa. Tito detesta telefone e tudo que possa atrapalhar suas leituras, e como companhia aceita apenas os três gatos e a cozinheira.
No entanto, ele adora Juan, que considera um leitor especial. Tito acha que o menino descobre muito mais coisas naquilo que lê do que os outros. E tem um plano: vai pedir a ajuda do sobrinho para encontrar uma obra singular entre as milhares que tem em sua casa, chamada “O livro selvagem”, que nunca foi lida por ninguém e que guarda um segredo destinado àquele que a encontrar. Mas por que o livro resiste à leitura? E por que Juan é o único capaz de desvendar seus mistérios?


Nessa busca, entre livros, leituras e a convivência com o tio e com Catalina, a menina que trabalha na farmácia em frente da casa de seu tio, Juan vai descobrindo um pouco mais sobre si mesmo e sobre a relação da literatura com as experiências que vivemos cotidianamente.
 
"Livros são como espelhos: cada pessoa encontra neles
aquilo que está em sua própria mente. O problema é que
você só descobre qu existe isso dentro de você quando lê
o livro certo. Os livros são espelho indiscretos e arriscados:
fazem com que as idéias mais originais saiam da sua cabeça
e trazem à tona outras novas, que você não sabia que tinha."
(pág.75)
 
 
 
Livro: O Livro Selvagem

» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Volume: 1
Autora: Juan Villoro
Editora: Companhia das Letras
Edição: 1
Ano: 2011
Páginas: 192

 

Deixe sua opinião aqui :)