A ideia é totalmente batida: você está vendo o roteiro de “Uma linda mulher” na versão brasileira e carioca. Mas, não é que deu certo? Em Garota de Grife, Karol Blatt consegue nos mostrar que até mesmo o clichê pode render uma boa história, com uma ótima narrativa e personagens mais densos.

Que o hot é a bola da vez todo mundo já sabe, mas é claro que fica difícil inovar em um gênero literário cada vez mais saturado. Entretanto, ao trazer a realidade da periferia contrastando com a elite carioca e ainda adicionar alguns conflitos e reviravoltas na história fez com que Karol conquistasse mais de 3 milhões de leituras no Wattpad e os números na Amazon não param e crescer!

Garota de grife e o novo estilo de romance erótico

A história é do ponto de vista de ambos os personagens. E gosto muito disso, porque conseguimos entender o que se passa na história através de ambos os lados. Ao enxergar a história pela perspectiva dela, entendemos seus motivos. Ao enxergar pela perspectiva dele, já começamos a pensar de outra maneira.  

Sinopse: Ela precisava de ajuda. Ele podia ajudá-la. Mas havia um alto preço.
Ellen estava certa de que a proposta para ser acompanhante de Damien Mason poderia ser tanto a sua salvação, quanto a sua ruína, mas ela não tinha muitas escolhas. Precisava proteger aqueles a quem amava. Damien Mason é um bilionário arrogante que valoriza mais o status social de alguém do que seu caráter. Acostumado a uma vida fútil e luxuosa, tudo para ele deve ser da alta grife, inclusive as mulheres que compartilham sua cama.

Mas em uma noite no Rio de Janeiro, ele terá seus princípios postos á prova, diante da jovem e inteligente Ellen. Uma garota humilde e totalmente fora dos seus padrões, porém capaz de despertar nele um desejo incontrolável.  Ágil e prático, Damien se aproveita da situação desesperadora de Ellen e lhe faz uma proposta tentadora: ser sua acompanhante em troca de uma solução definitiva para todos os seus tormentos. Seria apenas um acordo, sem envolver sentimentos. Mas será que se pode brincar com fogo e sair sem se queimar?

O romance de Ellen e Damien

Esse é o ponto que todo mundo espera no livro. Afinal, é um romance erótico! Gostei muito da maneira como se desenrolou e como há todo um enredo por detrás e não só cenas de sexo. Aliás, se você está esperando apenas por isso, esse não é o livro para você!

A narrativa da Karol te prende e te faz querer saber um pouco mais sobre cada personagem, inclusive o casal secundário que é a história prometida para o segundo e último livro da śerie (que será uma Duologia).

Os irmãos da Ellen também são fofos e merecem destaque. Pois, a protagonista tem toda uma vida além do romance com o bilionário, o que é um ponto positivo.

Como ponto negativo, ressalto que o motivo principal que a fez aceitar a proposta de Damien não me convenceu. Achei muito brusco. Talvez se a realidade da periferia fosse melhor contextualizada, ficasse melhor. Além disso, não me parece que elas eram tão desprivilegiadas como a autora gostaria de passar. Mas, essa é minha opinião!

Sem sombra de dúvidas, Garota de grife foi um livro que me surpreendeu positivamente. É uma história que te envolve, você se emociona com os personagens e torce pelo final feliz. Se ele realmente acontece? Só lendo para saber!

Se você gosta de romance, eróticos e boas narrativas, Garota de grife é a leitura para você!

 

Confira a resenha da semana anterior aqui. 


» Siga o Burn Book no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos
window.WPCOM_sharing_counts = {"https:\/\/www.burnbook.com.br\/resenhas\/garota-de-grife\/":38839};