Enredo100
Personagens100
Diagramação100
0
100

Um livro totalmente diferente de tudo que você irá ler esse ano, Inventei você? traz à tona um assunto que não é muito abordado. Ao menos, não de uma forma tão natural e diferente. A autora Francesca Zappia consegue tratar a esquizofrenia de uma maneira delicada, doce e bruta ao mesmo tempo. 

Me peguei querendo saber mais sobre essa doença, quais os desdobramentos e como é possível que alguém consiga conviver com isso no dia a dia de maneira funcional. E é o que vemos no livro. Ao menos, em uma parte dele. 

Inventei você?

Inventei você? e a esquizofrenia como pano de fundo

A história é narrada do ponto de vista de Alex. E esse é um diferencial e tanto. Ao enxergar a história pela perspectiva dela, não sabemos o que é real ou alucinação. Isso porque, de repente, o que parece ser certo talvez não seja. E vice-versa. 

Sinopse: Alex está no último ano do ensino médio e trava uma batalha diária para diferenciar realidade de ilusão. Armada com uma atitude implacável, sua máquina fotográfica, uma Bola 8 Mágica e sua única aliada — a irmã mais nova —, ela declara guerra contra sua esquizofrenia, determinada a permanecer sã o suficiente para entrar na faculdade.
E Alex está bem otimista com suas chances, até se deparar com Miles. Será mesmo aquele garoto de olhos azuis com quem ela compartilhou um momento marcante no passado? Mas ele não tinha sido produto da sua imaginação?
Antes que possa perceber, Alex está fazendo amigos, indo a festas, se apaixonando e experimentando todos os ritos de passagem tipicamente adolescentes. O problema é que ela não está preparada para ser normal.
Engraçado, provocativo e emocionante, com sua protagonista nada confiável, Inventei você? vai fazer os leitores virarem as páginas alucinadamente, tentando decifrar o que é real e o que é invenção de Alex.

Essa mistura entre o real e as alucinações da mente de fazem duvidar de tudo o que acontece. E muitas coisas loucas acontecem!

O romance de Miles e Alex

Esse é um ponto super positivo do livro. É muito mais do que um romance. E sim, duas personalidades interessantes batalhando uma com a outra. Além disso, há todo um mistério de pano de fundo que circunda a escola e os personagens. E a vontade com que Alex vai para descobrir a fundo o que está acontecendo é admirável. Ela quer provar que não está louca e ao mesmo tempo, ajudar os outros. 

Inventei você? é uma história muito diferente e me tocou de uma maneira singular. A narrativa é envolvente, os personagens são intensos e a esquizofrenia apesar de ter um ponto crucial, não é definitivo. Alex é muito mais, ela não se limita a sua doença. E isso eu acho admirável por parte da autora. 

Se você gosta de histórias reais, loucas e doces, Inventei você? é a leitura certa para esse momento!

Outra história sobre um personagem esquizofrênico, confira aqui.


» Siga o Burn Book no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos
window.WPCOM_sharing_counts = {"https:\/\/www.burnbook.com.br\/resenhas\/inventei-voce\/":38164};