Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King 5
Resenhas

Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King

Meu terceiro livro de Stephen King e um dos livros que eu li mais rápido. A Hora do Lobisomem é um clássico da década de 80 quando as criaturas da noite ainda assustavam e não eram usadas em romances adolescentes, lendo esse livro pela primeira vez hoje não sei se isso é algo bom ou não, mas posso dizer que lobisomens podem ser assustadores sim. Você só precisa ter a mente certa por trás.

King conta essa história de um jeito um tanto quanto interessante, com canda capítulo seguindo uma noite de lua cheia de cada mês. São doze meses, doze ataques do monstro e doze momentos terríveis que acabam assombrando os moradores de Tarker’s Mill. Esse modo de contar a história foi bem interessante, deixando que nossa imaginação completasse os detalhes que faltassem, e com essas ilustrações de Bernie Wrightson a imaginação pode ir longe.  

Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King 6 Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King 7

No final, A Hora do Lobisomem pode ser curta demais para os fãs de longa data de King. Nosso Mestre do Terror nunca economizou páginas para desenvolver seus personagens, mas não é preciso centenas de páginas para contar uma boa história, e acho que esto hipnotizado por esses mundos que King cria.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King 8







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.