Resenha: A Hora do Lobisomem, Stephen King

Um monstro chegou na pacata cidade de Tarker's Mill

Meu terceiro livro de Stephen King e um dos livros que eu li mais rápido. A Hora do Lobisomem é um clássico da década de 80 quando as criaturas da noite ainda assustavam e não eram usadas em romances adolescentes, lendo esse livro pela primeira vez hoje não sei se isso é algo bom ou não, mas posso dizer que lobisomens podem ser assustadores sim. Você só precisa ter a mente certa por trás.

King conta essa história de um jeito um tanto quanto interessante, com canda capítulo seguindo uma noite de lua cheia de cada mês. São doze meses, doze ataques do monstro e doze momentos terríveis que acabam assombrando os moradores de Tarker’s Mill. Esse modo de contar a história foi bem interessante, deixando que nossa imaginação completasse os detalhes que faltassem, e com essas ilustrações de Bernie Wrightson a imaginação pode ir longe.  



No final, A Hora do Lobisomem pode ser curta demais para os fãs de longa data de King. Nosso Mestre do Terror nunca economizou páginas para desenvolver seus personagens, mas não é preciso centenas de páginas para contar uma boa história, e acho que esto hipnotizado por esses mundos que King cria.

4.1




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Dan Brown cria concurso para escolher a capa de seu novo livro