Anjo Mecânico
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Lançamento: Maio de 2012
Páginas: 387
Resenha por: Babi Ever

 
 
 
 
 
 
 

A história se passa na Londres vitoriana, mais ou menos 150 anos antes dos acontecimentos que envolvem Clary e Jace. Quando a tia da jovem Tessa Gray morre, a única saída é mudar-se de Nova York para Londres e ir morar com o irmão, que está na Europa a trabalho. Ao chegar, Tessa é sequestrada por duas mulheres que, no cativeiro, a ensinam a explorar um dom que ela até então desconhecia. Tessa é capaz de se transformar em qualquer coisa que quiser. Esse dom logo se mostrará valiosíssimo para a luta dos Caçadores de Sombras contra os demônios e ela ficará cada vez mais envolvida com esse universo, especialmente por causa de Will Herondale.

Anjo Mecânico, spin-off da série Instrumentos Mortais, conta a história de Tessa Gray que foi de Nova York a Londres ao encontro de seu amado irmão, Nate, ela só não esperava que quando chegasse lá seria interceptada por duas mulheres bizarras e misteriosas que a fariam sua prisioneira. Mas onde há uma mocinha indefesa há Will Herondale… 
 
Depois de ouvir ótimas criticas sobre a série As Peças Infernais (Infernal Devices) fiquei bem animada com o lançamento nacional. Assim, quando a editora me enviou o livro e logo iniciei a leitura me vi totalmente envolvida pelos personagens e situações da trama.
 
Will, a principio, me irritou muito, apesar de gostar de vários aspectos do personagem, como o amor que ele tem pela leitura, sua atitude arrogante, brincalhona e, por vezes, agressiva, me fez ter raiva dele. Constantemente ele se colocava na defensiva, evitando falar sobre sua vida e não medindo suas palavras, sendo cruel e rude. Ele tem motivos para agir assim? Sim, de certa forma, mas o personagem não me cativou. Will me fez lembrar de Jace, os dois tem atitudes (idiotas) semelhantes, mas prefiro o Jace de Instrumentos Mortais. Will só ganhouum pouquinho do meu afeto no último capitulo do livro.
 
Já Jem é o oposto de Will, ele é aberto, doce e sempre sabe o que dizer, não é irritante e sua história é tocante, no livro inteiro ele se mostrou um cavalheiro. Não preciso dizer que sou Team Jem o que é uma pena, já que ele não aparece tanto quanto eu queria, talvez no próximo eu tenha um pouco mais de Jem nas páginas de Clockwork Prince. 
 
A protagonista, Tessa, é o que espero de quase todas as mocinhas/protagonistas, ela é cheia de energia, é curiosa, sensível, e não é, de forma alguma, acomodada. Tessa está sempre correndo atrás de seus objetivos, está sempre questionando e querendo participar, é uma ótima mocinha, graças à Deus!
 
O livro é cheio de personagens interessantes, como Henry o inventor que é um dos meus personagens favoritos, Jessamine a Caçadora de Sombras que não age como uma, Charlotte que é quem cuida do Instituto de Londres, e Thomas o fiel empregado que ganhou um grande espaço no coração desta leitora que vos fala.
 
Anjo Mecânico conta com uma trama envolvente, grandes reviravoltas e personagens cativantes. É o livro perfeito para acabar com a sua ressaca literária ou iniciá-la.
 
Recomendo! Recomendo! Recomendo!

 

Deixe sua opinião aqui :)