Resenha: Carrie, A Estranha, Stephen King

O primeiro livro publicado do mestre do terror

Carrie, A Estranha foi o primeiro livro de Stephen King que li. Não que não tenha tentado ler o mestre do terror antes, mas na época não consegui ir adiante. Talvez eu fosse jovem demais e me faltava maturidade para suas histórias, mas dez anos depois resolvi dar outra chance ao autor. Fui atrás do livro que colocou seu nome no mapa e tenho que dizer: que livro fantástico!

Eu me vi preso do começo ao fim com a personagem Carrie White e toda a tenção que o autor vai criando, te dando pequenas pistas de que algo horrível vai acontecer. A narrativa de Stephen é densa, te atingi aonde deve, e te coloca cara a cara com esse universo obscuro e, ao mesmo tempo, realista que criou.



Se pensar bem, a história de Carrie não é muito complicada, mas às vezes as coisas mais cruéis da natureza humana podem ser bem simples. O autor já falou em entrevista que gosta de escrever sobre pessoas normais em situações extraordinárias, mas o extraordinário nem sempre é bom, ainda mais quando se tem um autor que sabe retratar muito bem o ser humano.

No final, Carrie, A Estranha, me fez querer ler loucamente outros livros de Stephen King.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Susan Dennard terá seus livros publicados pela Pandorga no Brasil