Resenha: Cartas de amor aos mortos, de Ava Dellaira

10296634_465701013563548_8137922515520007646_n1

 



 

 

Livro: Cartas de amor aos mortos

Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Número de páginas: 331
Classificação: 4/5 estrelas

 

 

 

 

 

 

Querida Ava Dellaira,

Gostaria de começar essa resenha de um jeito diferente, pois nada mais justo que fazer uma resenha da mesma forma que o seu livro foi escrito. Sei que você provavelmente não vai ler essa “carta”, mas tenho certeza que meus leitores vão gostar de saber parte das minhas impressões e aproveitar a experiência que a leitura de “Cartas de Amor aos Mortos” proporciona.

A professora de inglês de Laurel passou a seguinte tarefa: escrever uma carta para alguém que já morreu. Você poderia esperar que a nossa protagonista fosse escrever para um famoso qualquer, mas devido as suas experiências e o momento de vida de Laurel, ela resolveu compartilhar parte da sua rotina e sentimentos através dessas cartas.

Laurel é uma garota diferente, e quando se deu conta, já tinha um caderno cheio dessas cartas “dedicadas” aos mais diversos nomes que já nos deixaram, tais como: Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Elizabeth Bishop… com um porém: tais cartas nunca foram entregues à professora de inglês.

Cartas de Amor aos Mortos é um livro diferente, tem seus altos e baixos, mas o que mais me chamou a atenção foi a escrita poética e delicadamente trabalhada de Ava Dellaira. Não é à toa que Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de ser invisível (um dos meus livros favoritos) está meio que “apadrinhando” esse livro, já que ele segue mais ou menos a mesma linha da narrativa e da pegada de narrativa em cartas de As Vantagens de ser invisível.

" Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos."

A autora se perdeu em alguns momentos da história e senti um relacionamento meio que forçado e frases jogadas ao ar quando se tratava do envolvimento dos protagonistas, principalmente falando de Sky (o mocinho da história), que não me convenceu e Laurel podia muito bem ter enfrentado sua jornada sem ele.

Cartas de Amor aos Mortos é um livro que vai entrar para lista dos favoritos de muitos leitores, principalmente pela forma que a autora tratou de temas delicados (sem spoilers) para construir sua narrativa.

Recomendo o livro para os fãs de As Vantagens de ser invisível, e também para os leitores que procuram leituras mais “pesadas”, que fazem você parar para refletir sobre as escolhas do dia a dia e principalmente para aqueles que gostam de livros mais poéticos, onde os personagens estão aprendendo a lidar com a perda. 

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

***

Lembrando que o livro foi elogiado por diversos autores de peso (veja abaixo) e vai virar filme dos mesmos produtores de "A culpa é das Estrelas"!

➲ Elogios de outros autores: 

"Simplesmente amei este livro. 'Cartas de amor aos mortos' é mais do que um livro de estreia impressionante. É o anúncio do surgimento de uma nova voz literária corajosa." – Stephen Chbosky, autor de "As Vantagens de Ser Invisível" 

"Assim como Kurt, Janis, Amelia e outros que já se foram mas de algum jeito permanecem aqui, 'Cartas de amor aos mortos' deixa uma marca indelével." – Gayle Forman, autor de "Se eu ficar"




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Adaptação do clássico “A Bela e a Fera”, com Emma Watson, ganha data de estreia no Brasil!