Nome Original: The Morganville Vampires- Glass Houses 

Autor: Rachel Caine 

Editora: Underworld 
Páginas: 286 

Resenha por: Becca
 
 
 

 

 
 
 
 
“Bem Vindos a Morganville, Texas. Apenas não fique fora após o escuro.” 
 

Sinopse: A estudante do primeiro ano da faculdade Claire Danvers á teve o suficiente da sua situação de pesadelo no seu dormitório, onde as meninas populares nunca a deixam esquecer exatamente que lugar ela ocupa na cena social da escola: algum lugar abaixo de zero.

Quando Claire vai pra fora Fo campus, a imponente casa antiga que ela encontra um quarto pode não ser muito melhor. Seus novos colegas de quarto não mostram muitos sinais de vida. Mas eles vão proteger Claire quando os segredos mais profundos da cidade virem a tona, famintos por sangue fresco.

__________ 
 

Se você pensa que essa é só mais uma história de vampiros, onde a humana e o vampiro se apaixonam loucamente e correm todos os riscos para viverem esse amor impossível você está completamente enganado.

Nessa história não existem vampiros bonzinhos, nada de brilhos no sol ou sangue animal, as coisas em Morganville são bem diferentes. Aqui os vampiros mandam e você cala a boca e obedece, ou então… Bom, pior pra você.

E é a parte do “pior pra você” que nossa personagem principal “decide” enfrentar. Claire é nova na cidade, nerd e para completar a mais jovem aluna da faculdade, se fosse preciso resumir essas ótimas qualidades em uma única palavra, essa palavra seria: problemas. Mas ela não é dessas personagens muito frágeis que estamos acostumados, sim é frágil como toda garota, mas ela não desiste, nunca desistiu de nada na vida e não vai ser agora que irá desistir.

Uma personagem acima de tudo humana, não no sentido não ser vampira, mas simplesmente humana como todo mundo, que sofre, enfrenta os problemas, estuda, luta, se apaixona… Claire é bem real, como você e como eu e acima de tudo, um exemplo de persistência.

“-Quem?- ela perguntou. Foi uma pergunta rasoável. Oliver sorriu, e sues olhos escuros pareciam limpos e amigos.
-Claire. Você realmente espera que eu te diga? Quanto mais você sabe sobre essa cidade, menos segura ela é pra você…”

Com os outros personagens principais não é diferente, humanos (ou pelo menos quase), eles te prendem de uma forma que você mal percebe, quando nos damos conta, estamos amando o misterioso Michael, adorando o jeito louco de Eve, e nos apaixonando pelo bobo Shane.

A história é diferente e apesar do tema já saturado sobre vampiros a história é bem original, eletrizante e emocionante, mal conseguimos dar pausa no leitura, queremos mais e mais da história e dos personagens o que nos faz lamentar o fim, fim esse que nos deixa curiosos, ansiosos e impacientes pelo próximo volume da série de Rachel Caine.

A leitura é leve e muito, muito rápida, que nos proporciona horas de prazer, diversão, tensão, ação, romance, é claro e por incrível que pareça, comédia.

“Brandon a olhava, os olhos completamente brancos na luz das estrelas.
-Quem é a sua querida amiguinha?- ele perguntou
-Deixe ela em paz.- A voz de Eve era falha e trêmula. –Ela é só uma criança.
-Todos vocês são só crianças- ele deu de ombros. –Ninguém pergunta a idade da vaca quando vai comer hambúrguer.”

Mas (que é inevitável para todo livro) há MUITOS erros na edição do livro o que me deixou meio decepcionada, são erros bobos, que com um pouquinho mais de atenção na hora da revisão podem ser facilmente solucionados, são erros pequenos, mas que fazem total diferença na impressão que o livro pode dar, aspas abertas e nunca mais fechadas, falas sem travessões, e muitos “e’s” que poderiam facilmente ser substituídos por virgulas.

Já na arte, a editora acertou em cheio, a capa é linda, só que talvez seja um pouco fosca de mais, podendo ser melhor trabalhada nos detalhes para chamar mais atenção do leitor, a diagramação é pequena, mas fácil e leve, assim como a história, e algo que realmente fez a diferença foi detalhe de que TODOS os pontos ( sejam eles de reticências, ponto final, interrogação, exclamação, etc) são pequenos losangulos, detalhe que muita gente deixou passar despercebido, também marcou que em cada começo de capitulo tem o M de Morganville o que deu o toque final e deixou a arte praticamente impecável.

O único erro que realmente deixou a desejar e nos torna um pouco impacientes com a história, ou até mesmo desanimados para continuar o livro, foram os erros de revisão, revisão que praticamente faltou.

Realmente é um livro que vale muito a pena. 

Rachel acaba de ganhar mais uma fã.

 
Extras:
 
" Ela não olhou para cima. Ele deu uma passo em sua direção, e os pés dele e a sua calça entraram em seu campo de visão.
-Claire. Você precisa me prometer
-Eu não posso – ela disse- Eu não sou uma criancinha.E eu não sou sua irmã.
Ele deu uma gargalhada
-Ah, sim. Isso eu sei. Mas eu não quero que você se machuque de novo.
As mãos dele seguraram o queixo de Claire com suavidade, levantando o seu rosto.
O mundo inteiro se silenciou, um segundo perfeito de quietude.Claire achou que nem mesmo seu coração batia (…) "
 
A  série Vampiros de Morganville conta com mais 10 livros! (clique no link para ver a capa)
 

 

Deixe sua opinião aqui :)