Resenha: A Coroa, de Kiera Cass 15
Resenhas

Resenha: A Coroa, de Kiera Cass

Ah como eu estava ansiosa por esse livro e mais ansiosa ainda pra falar dele com vocês!

Como vemos em A Herdeira, Maxon e América estão ficando velhos e com o infarto que a rainha sofreu no final desse livro, as coisas começaram a ficar tensas no palácio, o que obrigou Eadlyn a assumir responsabilidades maiores como regente da coroa.

Em A Coroa, a saúde da América preocupa tanto seu marido que ele nem consegue pensar em ser rei! Não vou dar spoilers e dizer se ela melhora ou não para não estragar a leitura de vocês. Mas dá uma dorzinha no coração ver nossa América tão debilitada e tão frágil!

A história continua exatamente de onde parou e temos cenas preocupantes e decisões chocantes que vão mudar drasticamente o rumo de Illéa e também a visão da Eadlyn sobre o mundo que a rodeia.

Diferente de em “A Herdeira”, Eadlyn está mais centrada neste último livro. Sua missão é ser a melhor regente que seus pais poderiam esperar e, principalmente, para que eles não precisem se preocupar com mais nada além da saúde e bem-estar deles, pois, o abalo emocional também mexeu muito com o rei.

O problema é que ela não consegue compreender porque o povo não a aceita. Porque é vista como mesquinha e mimada. Porque jogaram comida nela no dia do desfile. Ela não compreende o que os garotos da seleção enxergam nela, menos ainda porque Kile e o Henri se dedicam tanto para que se sinta melhor com todas as novas responsabilidades que assumiu.

tumblr_n6a3erJI2M1swv3fpo1_500

Quem não gostava do Kile e queria que ela escolhesse qualquer outro, vai se sentir dividida durante essa leitura. Ele se mostra ainda mais prestativo, disposto e suas ideias para melhorias das casas a serem construídas são realmente sérias, não apenas para se mostrar útil como talvez um futuro príncipe regente.

Henri rouba a cena muitas vezes, pois ele é o mais esforçado de todos os candidatos. Sua dificuldade com a língua falada em Illéa deveria ter sido motivo suficiente para ser eliminado da disputa, mas tem algo nesse rapaz que faz com que a princesa o mantenha entre a Elite. Henri, para confundir ainda mais a nossa cabeça e a da Eadlyn, está fazendo o impossível para aprender a se comunicar com ela, desde aulas de português (ou inglês? Haha), até gestos simples como flores, abraços e um comentário espirituoso em momentos de pura tensão.

Ele, Kile e Eikko (ou Erick) se tornam muito amigos e a proximidade dos rapazes também ajuda no desenvolvimento da trama.

“Não, aquele processo inteiro não fazia sentido, mas eu conseguia entender como tinha acontecido, como o coração podia ser arrebatado naquela aventura. E naquele momento era esta minha esperança: que de algum jeito dever e amor se tornassem uma coisa só e eu me descobrisse feliz no meio da Seleção.”

Eu estava torcendo para o Kile ficar com a Eadlyn, mas quando eles se beijaram no volume anterior, meu primeiro pensamento foi: Hm, rápido demais. Ai tem pegadinha!

No entanto, passei os dois livros torcendo por ele e por um personagem que eu tinha certeza não teria destaque ou futuro na história: o Eikko. Vocês podem estranhar falar sobre um personagem que não está entre os candidatos, mas os secundários sempre roubam a cena e eu gostei bastante dele, desde o outro livro.

Eikko é  conhecido no palácio como Erick, pois ele acredita que seria mais fácil para se lembrarem de seu nome se falasse Erick ao invés do correto. A única que conhece seu nome verdadeiro é a princesa e, por ele não estar disputando o coração dela, ela se sente livre para conversar. A amizade deles é bonitinha e em A Coroa percebemos o quanto é importante tê-lo por perto.

Os rapazes a ajudam a se enxergar e amadurecer não apenas como mulher, mas como futura rainha.

Não vou me aprofundar muito mais no resumo, o que disse acima é o que o próprio título já revela, mas se falar mais posso esbarrar em algum spoiller que vocês não gostariam de conhecer antes da leitura.

Confesso que amei a história e a escolha que a Kiera fez para o final. Como sempre, a escrita da Kiera é rápida, sem aprofundar demais nos sentimentos ou sensações dos personagens, então é uma boa escolha para leitores que não gostam de muito mimimi e preferem ir direto ao ponto. A Eadlyn é confusa como toda garota que está assumindo uma responsabilidade maior do que acredita ser capaz, mas essa confusão é necessária para que a trama se desenvolva e consigamos enxergar o amadurecimento dela.

Maxon, América, Aspen, Lady Lucy, Kile e sua irmã, definitivamente são meus personagens favoritos, além do tradutor e do cozinheiro Henri.

Novamente senti que a Kiera acelerou o final da história e, como só no finalzinho, descobrimos quem Eadlyn queria realmente escolher, senti falta de um pouco de aprofundamento, mas nada que desabone a história.

Em resumo, foi um bom final para a série. Se bem que o epílogo postado aqui no Burn Book e que é conteúdo exclusivo para uma editora estrangeira, agradou muito mais que o epílogo original. Você pode conferir e nos falar se concorda, clicando aqui.

Até a próxima resenha!

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: A Coroa, de Kiera Cass 16


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

25 Comments

  1. Gente do céu, eu tenho que criar vergonha na cara e ler essa série que parece maravilhosa! Acredito que semana que vem já começo! Obrigada por aguçar ainda mais a minha vontade hahahaah Resenha maravilhosa, muito sucesso!

    1. Leia sim Carol e comenta com a gente durante a leitura <3 Adoro saber se estão gostando.

  2. Ahhh eu tbm prefiro o epílogo daqui do Burnbook!
    E eu preferia que ela tivesse se casado com o outro lá! u.u
    Mas, amei o livro!
    A Kiera tem disse de nos fazer amar o livro! Qualquer coisa que ela escreva

    1. Concordo mil porcento Tays!

  3. Gostei bastante de sua resenha, e concordo com você em vários aspectos. Os personagens secundários chamam mesmo a atenção, mas eu ainda acho que faltou um desenvolvimento maior no romance. E na minha opinião quem se destaca mais é America e Maxon, como sempre. Infelizmente, me decepcionei bastante com esse desfecho. Meu preferido sempre foi aquele que parece o favorável mesmo hahaha
    Beijs, Fer (FECPRATES)

    1. Ai Fer, eu meio que assustei quando vi quem ela iria escolher, mas agora faz tanto sentido, que acabei amando haha

  4. olha, eu tentei ler o primeiro livro da série mas peguei um abuso da história… a escrita da autora não me atraiu em nada, eu nem considero a série uma distopia, pra mim soa mais como romance, e daqueles que não gosto… enfim… sem contar o tipo de capa… =T
    pena que a autora não aprofundou demais na reta final da obra, né??? isso certamente me chatearia na leitura… bjs…

    1. Eu também senti falta do aprofundamento e queria muito que ela tivesse tido a sacada de manter como distopia e não apenas romance. Teria sido incrível! Mas, como romance, não deixou a desejar muito não haha.

  5. Eu tenho muita vontade de começar essa série. Todo mundo fala tão bem e eu fico só na curiosidade. Eu gostei de ver a tua resenha mas fiquei meio perdida, já que não li os anteriores. Adorei ver um pouco mais dessa série que está dando o que falar. Acho essas capas as mais diferentes possíveis mas até que são bonitas.

    1. Eu adoro as capas e como conheço seu gosto literário, acho que você ia curtir os livros! <3

  6. Já tive bastante curiosidade de ler a trilogia A Seleção, mas depois que de trilogia, virou série, meu encanto acabaou. São muitos livros!!! Sinto que já conheço toda a trama em função da popularidade que os livros tem, mas este em particular, me interessou mais, por causa do titulo e por imaginar qual será o desfecho.
    beijos

    1. São só 5 Ivi! Leia os dois últimos então, porque é com outra protagonista e acho que vai te agradar mais. Beijãoo

  7. OI Mari, já chegou então ao final! Se bem que se não chegasse agora acho que o povo iria surtar. Eu fico meio perdida porque não li nenhum dos livros mas pelo visto há o spoiler de saber quem foi a escolhida, mas ainda tem um pouco de enredo que pelo que vi a personagem fica doente e tudo o mais. Eu vou esperar só para quando sair no cinema mesmo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    http://www.blogandolivros.com

    1. Não considero spoiler porque estamos falando do último livro da série, mas eu acho que você vai curtir. Leia e depois veja a série haha. beijo

  8. eu estou tipo LOUCA para ler essa serie, cada resenha que leio dos livros fico me perguntando o porque cometo a loucura de não ter lido ainda. Otima resenha! Obrigada <3

    1. Leia, você não vai se arrepender!

  9. Oiee ^^
    Eu também adorei a escolha que a Kiera fez no final do livro, estava torcendo para que aquilo acontecesse há tempos, mas já tinha perdido a esperança…haha’ Também gostei de ver que a Eadlyn estava mais responsável e “bacaninha” neste segundo livro. Só achei que o livro poderia ter sido um pouco melhor *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    1. eu queria mais detalhesss, mais mais hahaha. Mas deu pra engolir o final.

  10. Oi Mari,
    ainda não consegui querer ler a história da Eadlyn, li os três primeiros livros da série em apenas 48 hs e já estava satisfeita com o final de a escolha, mas quando saiu a notícia de que haveriam mais livros, acompanhei os fãs e vibrei junto, só não esperava que seria acometida por tamanho desanimo, é exatamente isso que estou sentindo, não tenho vontade nenhuma de ler esses livros, pelo menos não agora, mesmo assim comprei os dois assim que foram lançados e se a vontade surgir, eles estão aqui, ao alcance das minhas mãos.

    Abrçs!

    1. Te entendo. Eu perco o ânimo quando não leio todos de uma só vez. Nesse caso, acho que a curiosidade falou mais alto, mesmo esperando meses pelo último livro. Espero que dê uma chance <3 bjs

  11. Ola Mari essas capas são maravilhosas, confesso que ainda não li esses dois livros da Eadlyn devido a sua imaturidade e lendo sua resenha percebi que ela amadureceu um pouco mas não muito mesmo assim irei ler. Como assim América doente já fiquei com coração partido. Pena que o final foi corrido. Pretendo ler em breve. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

    1. Você vai amar Joyce! Faz sentido ela ser mimada.

  12. Olá Mari, não li os dois últimos livros quase como uma forma de protesto. Pelo que me dizem e pelo que ando lendo comecei a achar que a Kiera estragou algo que já estava bom. E agora ainda descubro que uma das personagens mais legais e queridas que conheci está debilitada.

    Quem bom que os livros funcionaram para você me deu até vontade de acabar o meu protesto e ler também. Mas acho que vou jogar para frente, ainda muito magoada com a Cass. rsrsrs.

    Bjs

  13. Olá, uau que resenha! sabe que sou doida para ler essa série, eu tenho apenas os três primeiros livros aqui em casa e só não peguei por falta de tempo mesmo. Mas fiquei super feliz em ver que você gostou desse livro e que teve um final ótimo. Isso me anima bastante, parabéns pela resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

  14. Oi Mari! Não sabia que estava aqui!
    Eu não li nenhum da série! Então fica difícil de opinar! Mas não sinto vontade de ler a trama, não sei pq!
    Achei bem interessante essa coisa do epilogo! Vou lá curiar jajá!
    Não sabia que aqui usavam a mesma tabelinha de classificação que eu! Legal! Nunca tinha visto!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

Leave a reply