Crepúsculo Graphic Novel – vol 1

Autora: Stephenie Meyer, Young Kim
Ano de lançamento: 2010
Editora: Intrínseca
Resenha por: Carol P.
 
 
 
 
 
 
Primorosamente ilustrado por Young Kim e com a atenta revisão de Stephenie Meyer, Crepúsculo: Graphic Novel é uma adaptação com qualidade rara: consegue mostrar a visão que a própria autora tem de sua obra original em um ambiente que, para ela, é inteiramente novo – as imagens.

 

Olá leitores do Burn Book, hoje estou aqui pra fazer a resenha da graphic novel de Crepúsculo, volume 1.

Confesso que o gênero é um pouco novo pra mim, e na verdade, tenho até um pouco de preconceito com livros infantis, gibis e histórias em quadrinho. Mas como tem uma primeira vez pra tudo na vida, decidi ler. E não me arrependi.

Eu já havia lido todos os livros da série Twilight, e decidi ler a graphic novel. Acredito que o pré-conhecimento da série não seja requisito obrigatório. Mas afinal, quem ainda não leu Crepúsculo hoje em dia?

O livro (embora seja em desenhos, ainda não deixa de ser livro né?) conta a história dos primeiros 13 capítulos do primeiro livro, contando inclusive com um prólogo da escritora Stephaine Meyer sobre sua experiência com as graphic novels.

Os desenhos de Young Kim seguem fielmente as descrições da escritora, e algumas passagens as cenas preferidas dos fãs estão presentes. Como o jantar de Bella e Edward, a ida a La Push(La push baby…) e a cena da floresta, esta inclusive, última cena do primeiro volume da série.

Os personagens foram muito bem construídos, e minha característica preferida, são os olhos vermelhos dos vampiros maus. Embora a maioria dos desenhos seja em preto e branco, algumas partes chaves são coloridas.

A capa é muito bonita, e a primeira, que tem a Bella, se encaixa perfeitamente com a segunda que tem o Edward, formando a imagem dos dois juntos no campo de flores.

Acho sinceramente que a ilustradora é uma artista é tanto, afinal, ela conseguiu até deixar a Bella bonitinha (e com um pouco de sal) e amenizou o ‘brilho’(purpurinado) do Edward.

Brincadeiras a parte, indico para todos os fãs da série que gostam de versões alternativas do trabalho original.

 

 

– Extras:

– Os cenários são extremamente parecidos com os que eu imaginei ao escrever a série – disse Stephenie num comunicado oficial.

 

Na primeira página da graphic novel, a escritora ainda comenta o processo de transformação de suas obras numa história em quandrinhos:

– Trabalhar com Young foi o tempo todo muito estimulante, mas, mais do que isso, levou-me de volta à experiência com "Crepúsculo". Ela me mandava novos desenhos e um retrato de Edward ou de Bella saltava da página. De repente, eu sentia as mesmas emoções daquele primeiro verão, quando escrevi a história dos dois.

Deixe sua opinião aqui :)