Titulo: Crescendo
Autor: Becca Fitzpatrick
Número de páginas: 427
Editora: Intrínseca
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Olá Leitores do Burn Book. Vou fazer um Re-make da 1° resenha que eu postei aqui no blog, do livro Crescendo .
 
Aviso: Essa resenha contém spoillers para quem não leu Sussurro. 

Crescendo foi lançado no dia nos EUA no dia 19/10 e chegou no Brasil no dia 11/02.
Quando comecei a ler o Sussurro um pouco antes do junho do ano passado, vou confessar que não me interessei pela historia, pensando que era apenas mais uma com um triangulo amoroso entre a mocinha independente apaixonada perdidamente pelo vilão da historia e um amigo do vilão ou o mais próximo que se pode chegar disso.
 
Crescendo se passa 2 meses depois dos acontecimentos de Sussurro, após Patch, um anjo caído ganhar novamente suas asas, e se tornar o Anjo da Guarda de Nora, a protagonista da história. Logo nas primeiras páginas, vemos o assassinato do Pai de Nora, mas sem muitos detalhes o que na minha opinião é valido, para dar todo um clímax a historia. Depois de muitos momentos calientes, Nora diz pra Patch que o ama, e ele acaba fugindo sem dar nenhuma explicação para ela. No dia seguinte, Nora descobre logo após sua briga com Patch, ele foi para a casa de Marcie Millar, “inimiga” mortal de Nora a muito tempo. Marcie é uma patricinha mimada, e irritante, que chega a dar nervoso e vontade de mata-la em algumas de suas falas, ela sempre fez tudo para infernizar a vida de Nora, e acabar com os seus raros momentos de alegria. E como se já não bastasse, Nora descobre que Patch está junto com Marcie, o que a deixa enlouquecida.
 
Nora e Patch brigam e ela acaba o namoro, por ele ter um relacionamento com Marcie, e por outros motivos que não posso revelar pois acabaria com toda a trama da história, só digo que responde algumas duvidas levantadas em sussurro.
 
O livro é dinâmico e emocionante, uma leitura rápida, mesmo lendo ele parte em inglês e a outra parte em português, não é nada cansativo. Segue o mesmo ritmo de acontecimentos e revelações de Sussurro, e eu particularmente consegui adivinhar algumas coisas em ambos os livros, seja por instinto ou por dar a entender, adivinhei o “vilão” em ambos os livros, é claro que tem algumas surpresas que eu nunca imaginei que poderiam acontecer, mesmo com isso, recomendo ambos os livros para você que gosta de romance com um pingo de suspense que dão a trama um clima especial.
 
Nora é determinada e totalmente sem noção ao mesmo tempo, as vezes chega até a dar um toque de loucura em suas ações, nada o que não justificasse pelo o que Patch a fez passar, mas no meio de tudo isso, ela é uma garota dócil e amável que luta pelos seus objetivos sem se preocupar com as consequências.
Patch é uma mistura de Bad Boy irritante, emocionante e misterioso ao mesmo tempo. Emocionante porque, é o Patch, só dizer isso pra quem leu os dois livros já basta. Tem seu lado Bad Boy que faz mesmo que não sendo de proposito Nora sofrer, e é irritante por não falar quase nada. Deixa de falar pontos cruiciais da historia, e nisso eu acho que a Becca acertou, pois acabaria com todo o ritmo e suspense para o granfinale da trama.
 
No decorrer da historia, são reveladas algumas coisas sobre a família de Nora, algumas coisas podem até doer, pois mesmo desconfiando de algumas coisas, Marcie insiste em tocar no assunto da morte do Pai de Nora. Neste livro, mais perguntas são levantadas do que respondidas, e mesmo que Becca não tivesse anunciado que a Crescendo teria continuação, qualquer um que lesse esse livro, saberia com certeza, que há um 3° livro na série.
No final do livro você pensa, tudo acabou bem, Patch e Nora estão juntos novamente, quando tudo acontece e uma revelação crucial, para responder uma pergunta chave da história, a verdadeira identidade do “Mão Negra”, e puff, o livro acaba dando aquela sensação de quero mais, como em seriados, que o episódio acaba num momento crucial, e você tem que esperar ansiosamente para saber o que acontece a seguir.
 
Os personagens não mudam muito, Vee não está mais tão irritante que nem em Sussurro, mas continua não gostando nem um pouco de Patch. Rixon o amigo de Patch que foi pouco citado no livro anterior, reaparece na trama, e também temos Scott uma amigo de infância de Nora, que aparece na trama como aquele que antes era o patinho feio e agora se tornou o “príncipe” que leva Nora a novamente ser jogada um empasse amoroso.

Cenas emocionantes é o que não falta, algumas bem quentes e até umas brigas. ROAWR!

Patch estava atrás de mim, com as mãos na minha cintura, o corpo relaxado. Tinha quase dois metros de altura e um corpo esguio e atlético, que nem os jeans folgados e camisetas conseguiam esconder. A cor dos seus cabelos deixava a escuridão da eia noite no chinelo, e os olhos não ficavam atrás. O sorriso era sexy e sugeria encrenca, mas eu havia me convencido de que nem todo tipo de encrenca era ruim.


Crescendo lembra muito twilight, e é inevitável comparar Nora Grey com Bella Swan, apesar de Nora conseguir manter a cabeça no lugar, e partir para outra se sentindo desimpedida por Patch. Nora consegue raciocinar durante momentos de perigo, e tomar decisões importantes que poderiam significar em sua morte, mas para nossa sorte, ela termina com a imagem de Heroína do dia.
 
 
Então, se você gostou de sussurro, vai gostar de Crescendo. E agora só nos resta esperar mais um longo ano de espera, pelo lançamento de Silence nos EUA, ou ainda mais por aqui.

 

 


Deixe sua opinião aqui :)