Diário de um Banana – Um romance em quadrinhos

Série: Diário de um Banana
Autor: Jeff Kinney
Páginas: 217
Editora: V&R Editoras
Resenha por: Guilherme Cepeda

 

 

 

Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.
Em “Diário de um banana”, o autor e ilustrador Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável. Como Greg diz em seu diário: “Só não espere que eu seja todo ‘Querido diário’ isso, ‘Querido diário’ aquilo.”
Para nossa sorte, o que Greg Heffley diz que fará e o que ele realmente faz são duas coisas bem diferentes.

Segundo Jeff Kinney em entrevista a Megazzine " Não se devem buscar sinais de integridade no protagonista de "Diário de um banana", um romance em quadrinhos que se tornou best-seller nos Estados Unidos e foi lançado há pouco no Brasil (V&R editora). Greg Heffley, 13 anos, é um anti-herói, mente para os pais, trapaceia em atividades escolares e faz de gato e sapato o melhor amigo. Mas é ingênuo, azarado e, mesmo quando estamos todos torcendo por ele, quase sempre leva a pior." *
 
 

Olá leitores do Burn Book. Com certeza vocês já ouviram falar na série Diário de um Banana, e hoje estou aqui para fazer a resenha do 1° volume da série e quebrar alguns estereótipos sobre essa série. 

Ele fala da fase mais difícil que uma pessoa passa na vida: a escola.

Não é de hoje que a escola não é lá um dos períodos mais queridos na vida de uma criança, ainda mais aquelas que sofrem “bullying” como é o caso de Greg, ele relata com as suas palavras como a escola pode ser cruel, não a escola em si, mas as pessoas dentro dela (valentões e patricinhas que estamos acostumados a ver nos filmes dos estados unidos e afins.)

Em Diário de um Banana acompanhamos a estória de Greg, um menino de 13 anos que sofre na escola, passando pelos conflitos típicos de um garoto de sua idade e relata o seu dia a dia numa espécie de diário (que segundo ele vai facilitar sua vida quando ele for famoso) contanto tudo o que passa na escola, em sua casa e os deslizes e conquistas de novas amizades. 


A unica razão de eu ter aceitado isso é porque imagino que, mais para frente, quando eu for rico e famoso, vou ter coisas melhores para fazer do que ficar respondendo perguntas bestas o dia inteiro. Daí este livro com "minhas memórias".
 

A narrativa é bem descontraída, e intercalada por diversas ilustrações com situações descritas no livro ou sonhos de Greg, deixando livro muito gostoso de ler e que me fez rir em diversos momentos.

A Editora V&R caprichou na diagramação e nos detalhes do livro, ele tem capa dura, páginas amareladas e grossas. As letras são grandes, em formato de caligrafia escrita a mão mesmo, e todo ilustrado, reforçando ainda mais a ideia de diário.

Divirta-se com Greg e todos os seus traumas da pré adolescência, desde sua apresentação escolar de O Mágico de Oz até a história hilária da maldição/mito do toque do queijo. (“CORRE!”) 

No Brasil, a Editora V&R já lançou cinco livros da série, e a produção de novas histórias da série continuam a ser produzidas pelo autor.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

O autor, Jeff Kinney, começou a série em um website, onde postava os cartoons. Mas ficou tão famoso que publicou com a editora Amulet Books. A série já teve mais de cinco milhões de livros vendidos, já foi traduzida para mais de 20 línguas e ficou na lista de Best-seller do New York Times por mais de um ano, e foi adaptado para as telonas pela Twentieth Century Fox.

 
Ao contrario do que muitas pessoas pensam, diário de um banana não é necessariamente um livro infantil, mesmo se tratando da estória de um garoto de 13 anos, relatada por meios de quadrinhos tem mensagens fortes sobre família, amizade e outras coisas que só a vida pode ensinar. É diversão garantida para todas as idades, e por ser uma leitura rápida (demorei cerca de 40 minutos pra terminar o livro) é uma boa pedida para uma tarde calma ou até um intervalo no trabalho/estudo para esfriar a cabeça. 
 
EPA NENÉM!

 
Para mais informações, acesse o Site oficial | Twitter | Facebook da série. 

 

Deixe sua opinião aqui :)