Em Busca de WondLa
Série WondLa (Vol. 1)

Autor: Tony DiTerlizzi
Número de Páginas: 400

Resenha por: Guilherme Cepeda

 

 

 

 

 

Eva Nove tem doze anos e sempre morou com Mater, uma robô azul-clara extremamente amorosa e maternal, em um abrigo subterrâneo ultratecnológico no planeta Orbona. Quando um estranho invade e destrói o lar que as duas dividem, a menina é obrigada a fugir para a superfície — um mundo que ela só conhece por meio de holoprogramas. Apesar do perigo, é a primeira chance que tem de perseguir seu maior desejo: encontrar alguém como ela, outro humano. Eva sabe que eles existem porque guarda um item valioso: uma ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto de uma estranha palavra: “WondLa”. A busca vai levá-la a descobertas que vão muito além de suas maiores expectativas, em uma jornada surpreendente, divertida e emocionante, que vai tirar o fôlego do leitor e inspirar muitos sonhos.

Tony DiTerlizzi criou em “Em busca de WondLa” uma história cheia de aventura, onde a protagonista vive uma espécie de “Alice no País das Maravilhas” ao contrário, na sua busca auto reconhecimento e descobrir onde realmente é o seu lugar no mundo.

Eva Nine viveu toda a sua vida em um santuário subterrâneo, onde ficou protegida de todos os perigos da superfície e não tem nem ideia de como é o mundo “fora da bolha” que representa o santuário. Durante os seus 12 anos de vida, ela foi instruída por Marter – uma robô azul-clara que foi a única companhia “viva” e sua única amiga, ou o mais próximo disso nas horas que ela mais precisou. Marter treinou Eva para diversas situações que ela pudesse vir a encarar quando estivesse pronta para ir para a superfície, e o contato mais próximo que ela tem com o outro ambiente é a ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto da estranha palavra "WondLa" que ela guarda como o bem mais precioso de sua vida.

Eva anseia por deixar o santuário, e um dia após o mesmo ser atacado por uma criatura desconhecida, ela se vê obrigada a deixar o ambiente que chamava de casa e se aventurar no mundo exterior a fim de sobreviver da melhor maneira que puder. Em certo ponto Marter estava certa, Eva não estava nem um pouco preparada para o que iria encontrar na superfície, tanto pela sua total dependência as tecnologias oferecidas pelo santuário, quanto pelas estranhas criaturas que habitam a vastidão do “novo mundo”.

Na busca pela sobrevivência, Eva parte em uma jornada rumo ao desconhecido, munida de coragem e determinação para tentar encontrar o seu propósito no mundo e provar para si mesma que não está sozinha nesse mundo.

Li o livro em menos de 3 horas, não sei que mágica Tony DiTerlizzi fez para eu ler um livro de quase 400 páginas nesse tempo, seja pela ilustrações com um toque de Star Wars, ou pelas referências sutis a Alice no País das Maravilhas e O Mágico de Oz, a narrativa me prendeu de um jeito que eu não conseguia largar o livro até chegar a ultima página.

“Uma aventura irresístivel. Mal posso esperar para ler os próximos.” -Rick Riordan
 

O autor é conhecido por sua colaboração para a série As Crônicas de Spiderwick, mas não deixou nem um pouco a desejar em seu novo trabalho, transformando “Em Busca de WondLa” em um livro que, embora seja voltado para o publico infanto-juvenil, pode entreter todas as idades por sua ponte entre o passado e o presente, seja nas ações de Eva ou nos elementos da história que foram muito bem explorados.


Em Busca de WondLa” é uma mistura vários gêneros e gerações diferentes. Tem um pouco de ficção científica balanceado com fantasia e aventura, mas em suma é uma história de sobrevivência. Para os leitores mais velhos, o livro acaba por ser um pouco previsível, mas os mistérios criados pelo autor podem ser um tanto quanto intrigantes.

Usando o recurso das ilustrações, desenvolveu o livro em torno de um pouco mais de 70 ilustrações, dando a jornada de Eva um aspecto todo visual, com inúmeras paisagens e duas cidades cheias de criaturas fantásticas. O livro vem com um “Easter egg”, onde os leitores podem acompanhar a jornada de Eva Nine pelo chamado "WondLaVision", um recuso de realidade aumentada onde por meio de um software, os leitores podem posicionar algumas ilustrações do livro em frente WebCam e desbloquear um mapa de WondLa, que exibe recortes animados dos personagens que viajam através do mapa.

Quando eu vi essa informação no site da Intrínseca esperava que ele fosse um pouco mais interativo, mas como sou um pouco exigente, soube reconhecer que o "WondLaVision" foi um grande investimento e uma inovação no ramo que veio para contribuir com a divulgação e relacionamento dos personagens do livro com o leitor.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Em Busca de WondLa” é um livro que pode agradar todas as idades, vai atrair os mais jovens pela grande quantidade de ilustrações que complementam a leitura, e os mais velhos pelo enredo e referencias a clássicos como Star Wars, Alice no País das Maravilhas e O Mágico de Oz,e como eu me enquadro nessa gama de leitores mais “velhos”, mal posso esperar para ler os outros dois volumes dessa até então trilogia, que conta com comentários de ninguém menos que Suzanne Collins (autora da trilogia Jogos Vorazes) e Rick Riordan (autor da série Percy Jackson e os olimpianos).

 
"Tenso e cheio de perseguições, com surpresas suficientes para prender os leitores mais jovens, e reviravoltas para os adultos fãs de Além da imaginação (Twilight Zone). (…) As ilustrações de DiTerlizzi, detalhadas e nostálgicas, têm o clima retrô de Star Wars." Publisher’s Weekly 
 

Deixe sua opinião aqui :)