Resenha: Encarcerados - Escape de Furnace, de Alexander Gordon Smith 3
Resenhas

Resenha: Encarcerados – Escape de Furnace, de Alexander Gordon Smith

Sob o céu está o inferno. Sob o inferno a penitenciária de Furnace.

Quando o autor de Circo dos Horrores, Darren Shan, falou que esse livro era mais quente que o inferno, só que mais divertido, ele capturou toda sua essência nessas palavras.

Num mundo onde a criminalidade juvenil é considerada uma monstruosidade, um lugar é construído para inspirar medo em todos os jovens criminosos. Quando Alex é mandado para Furnace, ele descobre que os horrores que a prisão esconde vai muito além do que é mostrado na TV. Construída nas entranhas do subterrâneo e com as paredes da cor de sangue, o lugar beira em desespero e medo. A qualquer momento você pode ser levado à noite pelos homens em mascaras de gás, se não for devorado vivo pelos cães monstruosos ou esfaqueado pelas gangues.

Mas Alex não deveria estar ali. Ele é um criminoso, que furta casas e rouba os garotos na escola, mas ele não matou seu amigo. Os Homens de Terno Preto que comandam a penitenciária o incriminaram, e o pior é que existem outros como ele.

Com certeza esse foi um dos melhores começos de série que já li. Encarcerados te prende com um ritmo claustrofóbico e não te solta mais. Você se sente como Alex, preso e sem saída, vivendo no subsolo com vários outros garotos.

Acho que posso dizer que o estilo garotos perdidos me pegou aqui. Os garotos aqui criaram suas próprias regras e modo de se viver ali. É melhor olhar para o lado e não se meter com quem não deve.

Mas Alex não consegue. Ele me surpreendeu muito no decorrer do livro. Depois de viver por um bom tempo roubando e atormentando os garotos no pátio da escola, sua consciência finalmente despertou. O que o levou a fazer muitas idiotices e a ir a lugares que os outros o diziam para não ir.

Ele me lembrou Thomas de Maze Runner em alguns momentos, acho que essa série define bem a atmosfera perdida e assustadora de Fuga de Furnace. Não que eu esteja chamando alguma delas de cópia, apenas que quem gostou de Maze Runner dificilmente não gostará de Encarcerados. O final foi tão tenso quanto e a dinâmica entre os garotos te conquista de pouquinho em pouquinho.

Eu sei que ainda temos muito que esperar daquela penitenciária.

[[youtube http://www.youtube.com/watch?v=4PP3dZ10T9Q]]

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Encarcerados - Escape de Furnace, de Alexander Gordon Smith 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.