Entre o amor e a amizade
Autor: Bianca Briones
Editora: Lexia
Páginas: 250
Mais informações: Skoob
Resenha por: Rebecca S Barboza

 
 
 
 
 
 
 
 

“Entre o Amor e Amizade conta a história de Viviane e Rafael que passam por momentos conturbados. Ela acaba de perder uma das pessoas mais importantes da sua vida, enquanto ele luta para reestruturar a sua. Quando menos esperam, se conhecem e descobrem com o auxilio um do outro que, apesar da dor, a vida segue. E é quando começam a questionar o que sentem. Quando você conhece alguém que sabe exatamente como você se sente, conhece todos os seus defeitos, que o ama sem pedir nada em troca já não sabe mais onde começa a sua história e termina a dele, você faz tudo para preservá-lo”.

*Cuidado, contem alguns Spoilers do livro
 
Não sei bem o que esperava dessa historia, havia lido poucos livros de autores brasileiros, e a maioria dos que li, são os famosos clássicos para os vestibulares e afins, nunca me interessei muito em conhecer escritores nacionais, sim preconceito da minha parte, mas essa visão mudou quando descobri o projeto Selo Brasileiro.
 
Tenho que confessar: não dei muito crédito para a história pela capa, não sei bem porque, mas me lembra capas de livros de auto-ajuda, entendo que os modelos representam os personagens principais, mas a capa poderia ser mais bem trabalhada nas cores, pois não destacaram ou chamaram a atenção para o livro e como sou daquelas que compra o livro pela capa, com toda a certeza esse livro não chamaria minha atenção em uma livraria. Sim conheço o famoso ditado do “não julgue um livro pela capa”, mas que a capa é um fator importante, e isso ninguém pode negar, é.
 
 A historia já começa de um jeito emocionante e sensível com a personagem principal Viviane perdendo seu pai, a partir daí comecei a dar mais valor para o enredo e até me identifiquei em alguns pontos, a narrativa em si é bonita, é bem romântica e sensível.
 
Viviane é uma garota comum de 21 anos que esta vivendo em um relacionamento desgastado com César há mais de cinco anos, quando perdeu seu pai, seu mundo simplesmente ruiu,  desabou afinal perder alguém que se ama é a coisa mais difícil da vida, mas infelizmente faz parte dela, e é nesse período difícil que conhece Rafael.
 
Passam a se falar todos os dias pelo MSN. Rafael entende Viviane como ninguém, por ter passado por experiências difíceis e bem parecidas em um passado recente, e acaba fazendo de Vivi sua “distração”. Ele ocupa seu tempo fazendo com que ela se sinta melhor, porque assim ele  mesmo acaba se sentindo melhor.  A amizade deles cresce rapidamente e de uma maneira muito especial.
 
O sentimento que Rafael tem por Viviane começa transparecer cada vez mais, e isso o afasta de vê-la pessoalmente mais uma vez, por medo de não conseguir esconder seus verdadeiros sentimentos.
E assim vão levando, conversando todos os dias por MSN, e-mail, ou SMS. Depois da separação com César, Viviane começa a namorar e fica com seu novo namorado por meses até se magoar feio novamente, e é quando Rafael decide interferir de vez.  
 
“Ela programava os toques de acordo com as pessoas, seu coração quase parou quando escutou a música do Coldplay, Fix You. Sem esperar muito atendeu.
-Rafa?
-Oi , Anjo, sou eu. Acho que chegou a hora de nos vermos”
 
A partir daí eles se encontravam todo final de semana, saíam se divertiam, conheciam as respectivas famílias, todos já os viam como um casal, mas eles continuavam insistindo que eram apenas bons amigos, e assim foi por dois anos.
Pouco tempo depois Viviane percebe que o que sente por ele é muito mais especial do que pensa, e conta isso a ele, mas ele diz que ela está apenas confusa e que logo passará.
 
“Você me explicou mais de uma vez que não está pronto para o amor. Pensando nisso hoje, dói, bastante porque sinto que estou pronta para amá-lo. Ainda assim prefiro ter você como amigo a não ter você”
 
O tempo passa e cada um decide seguir seu caminho, porque Rafael tem medo de tentar algo a mais com ela e a machucar, ou então a perder e destruir a linda amizade que eles têm, e nisso tudo se passam vários anos.
 
Entendi bem o contexto da história e ela é sim muito linda, lidar com a perda, o medo de amar de novo, mas isso acaba durando anos  de mais pelo medo infantil de nosso querido personagem e é isso que irrita um pouco, são anos de mais no mesmo: “vou – não vou”, “te amo – não te amo” o que torna a história cansativa e a leitura arrastada.
O personagem principal irrita por ser tão medroso, entendo o seu medo pela historia de seu passado, mas acho muito difícil que isso aconteça na vida real. 
 
O livro é narrado em terceira pessoa, e apesar disso também retrata super bem os sentimentos dos personagens e emociona o leitor em muitos pontos, acho que sempre fui dessas que achava que a narração em terceira pessoa deixava o livro mais frio (com exceção de Harry Potter huuahhau), porém isso vem mudando de uns tempos pra cá e fico muito feliz com isso.
 
Quanto ao final, sim da um gostinho de quero mais ‘huahua’, acho que pelo falo de durante todo o l livro queria ver os personagens juntos e felizes por mais um tempo, porque depois de cinco longos anos, eles mereciam.
Concluindo, o que posso dizer? É um bom romance, bem escrito e desenvolvido, mas não é nenhum Nicholas Sparks. É um romance meloso com final feliz, como muitos outros que se vêem por aí, e isso me decepcionou um pouco, mas não odiei o livro, pelo contrário, passei a admirar os escritores brasileiros, porém acho que poderia ser melhor.
 
Mas repito que não devem firmar sua opinião por uma única resenha, por isso… leiam.

 

Deixe sua opinião aqui :)