Resenha: Shatter Me, by Tahereh Mafi. 7
Resenhas

Resenha: Shatter Me, by Tahereh Mafi.

Resenha: Shatter Me, by Tahereh Mafi. 8

 

 

 

Estilhaça-me
Autora: Tahereh Mafi
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito
Resenha por: Guilherme Cepeda

 

 

 

 

Juliette nunca se sentiu como uma pessoa normal. Nunca foi como as outras meninas de sua idade. O motivo: ela não podia tocar ninguém. Seu toque era capaz de ferir e até matar.

Durante anos, Juliette feriu e, segundo seus pais, arruinou o que estava à sua volta com um simples toque, o que a levou a ser presa numa cela.

Todo dia era escuro e igual para Juliette até a chegada de um companheiro de cela, Adam. Dentro do cubículo escuro, Juliette não tinha notícias do mundo lá fora. Adam ia atualizando-a de tudo.

Juliette não entendeu bem o que estava acontecendo quando foi retirada daquela cela e supostamente libertada, ao lado de Adam, e se vê em uma encruzilhada, com a possibilidade de retomar sua vida, mas por caminhos tortuosos e totalmente desconhecidos.

Estilhaça-me, uma mistura que deu certo. Junte um pouco de aventura, com muito romance e uma pegada de X-men e  você terá a receita perfeita para o romance de estreia da autora Tahereh Mafi.
Eu não sou LOUCA!
O primeiro ponto a ser levado em consideração é que a estrutura do livro é única. Estilhaça-me é escrito em forma de “diário”, e a autora usou um jogo de palavras que dá ao leitor a impressão de estar dentro da cabeça da protagonista, interagindo com o ambiente por meio de sua escrita poética e cheia de metáforas. Outro recurso pouco explorado nos livros, a questão do “tachado” para retratar o estado de sanidade da protagonista, que pode irritar um pouco os leitores no começo, mas com o desenvolver do livro, da pra perceber que as partes “rabiscadas” são importantes e acabam complementando a história.
Conheça Juliettetrancafiada sozinha há 264 dias em uma cela, sem contato algum com o mundo exterior, a beira a sanidade humana, caminhando para a loucura, tanto que repete no decorrer do livro, diversas vezes a frase “Eu não sou louca”  e ela é diagnosticada como louca por conta de seu “dom” (maldição). Seu toque pode matar.
Sou um ser composto por letras, um personagem criado por sentencas, uma invenção da imaginação formada de ficção.
Uma das necessidades básicas do ser humano é a comunicação, o toque e relacionamento com os outros, eu não consigo me imaginar na mesma situação dela, deve ser algo muito torturante ficar sem conversar/tocar em alguém por todo esse tempo, mas sua vida muda de uma hora pra outra, quando uma pessoa é introduzida em seu “mundinho”, um menino.
Adam é um personagem cativante, diria que ele veio pra salvar a história. Ele é dedicado, confiante, vulnerável e ao mesmo tempo protetor em relação a Juliette. Ambos os personagens se desenvolvem durante a narrativa, e percebemos que eles são iguais em diversos sentidos, não precisam de nada mais do que um do outro, eles se completam.
Ele é um banho quente, uma respiração curta, 5 dias de verão pressionados em 5 dedos escrevendo histórias em meu corpo.
No meio de tudo isso, Juliette é forçada a trabalhar para Warner, comandante da instituição onde Juliette estava aprisionada. Ele é um vilão em todos os sentidos, hora você vai acreditar em suas palavras, acreditando que o que ele faz é para o bem de Juliette, e que de alguma forma, assim como Adam, ele também se importa com ela, outra você vai odiá-lo e se perguntar o por quê de ele usar Juliette para sua causa, se tudo tem um propósito. Tahereh desenvolveu Warner como um personagem “coringa”, ele é muito parecido com Juliette, ambos tiveram infâncias difíceis, seja pela indiferença dos pais ou pela questão dos “poderes”. Ambos foram reprimidos pela sociedade, das necessidades básicas de se sentir amado por alguém, e mesmo com todos esses itens, eles reagiram à vida de formas diferentes. Warner se transformou em um líder obsessivo, com sede de poder, e Juliette continuou com o senso de compaixão e protetora de uma pessoa racional.
“Não confunda estupidez com braveza, amor. Eu sei que você não come nada há dias.”
Algo estalou em minha paciência. “Eu preferia morrer a comer sua comida e ouvir você me chamando de amor”, eu respondi.

 

Estilhaça-me é um livro envolvente, com as características marcantes dos sucessos distópicos, tem tudo para ser um Best-Seller, personagens marcantes, uma narrativa que não cansa, mas peca no quesito da história, que leva muito a relação com o X-men. Como fã de X-men, eu não pude deixar de notar as semelhanças, desde a Juliette com a Vampira (personagem de X-men que tem o dom de torturar/”roubar” o poder dos outros com o toque, quanto a algumas coisas que acontecem no decorrer do livro que contariam como spoiler, esse é o único ponto negativo do livro, que alguns podem contar como falta de originalidade e dependendo do ponto de vista pode até ser considerado como um leve cópia, mas pra mim foi uma inspiração que a autora não soube desenvolver para perder essa ideia relacionada a série de mutatantes, mas tirando isso, recomendo Estilhaça-me para os leitores que gostam de uma boa distopia e também para aqueles que procuram um romance com um misto de aventura + super poderes, e como consideração final deixo a seguinte frase: Leia para tirar as sua próprias conclusões, e mal posso esperar por UNRAVEL ME, que tem seu lançamento previsto para o dia 5 de fevereiro de 2013 nos EUA.

– Capa Original:

Resenha: Shatter Me, by Tahereh Mafi. 9

 

– Book Trailer
 

 

 

 

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Shatter Me, by Tahereh Mafi. 10


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

28 Comments

  1. Ok, definitivamente esse livro me ganhou. Que book trailer! Acho que foi o melhor que já vi! E adorei a resenha, acho que vou gostar muito do livro quando o ler.

    1. Hey Spider o/
      É muito bom mesmo, não apostava muito nesse livro não, mas estava totalmente errado, a NC acertou na compra do titulo, devia ter lido em inglês antes, vale a pena \o\
      Neh? Achei o BT muito bem feito, bom é que atrai mais leitores ainda e é da temática do livro.

      Obrigado pelo comentário

      Abraços

      Att. Guilherme
      My recent post Especial: Festival Literatura em Video 2012.

  2. Eu não gostei da parte do X-Men. O livro estava tão bom! Me desanimou a forma como ela se baseou neles, e achei que Juliette muda muito rápido o jeito de narrar. Sei lá. :S
    Mas quero ler o próximo também. =)

    1. Oi Nayá
      Mas só pela sinopse já da pra saber que a é uma Vampira wanna be kkkkk
      Acho que ela vai desenvolver essa parte dos "X-men" no segundo livro, ao meu ver ela se baseou e eu gostei da ideia, mas tem gente que não vai gostar. Super recomendo e quero ler o segundo livro, pena que só sai no ano que vem :S

      Obrigado pelo comentário

      Bjs

      Att. Guilherme
      My recent post Especial: Festival Literatura em Video 2012.

      1. Pois é, eu tenho um problema sério que é o de não ler sinopses. hahahahahaha
        Eu realmente não sabia do que se tratava o livro enquanto lia. 😛

        My recent post [Nova Parceria + Divulgação] Editora Dracaena assina contrato de distribuição internacional

        1. Mas faz bem viu, tem tanta sinopse que conta o livro inteiro e mais um pouco que é de dar medo.

          My recent post Especial: Festival Literatura em Video 2012.

  3. Oi Gui.
    Eu adoro X-men e quando todas as resenhas que eu lia, falavam sobre a semelhança eu de cara já me encantei. Ele é o próximo livro da listinha.
    Bjos
    My recent post [Resenha e Sorteio] Delírio – Lauren Oliver

    1. OI Jack
      Eu também *—* Eu pensei em não citar essa parte na resenha pois poderia contar como spoiler MAS é necessário, pois querendo ou não é o ponto chave do livro, quando ler passa aqui pra falar o que achou e me manda o link da sua resenha ^^

      Boa Leitura e obrigado pelo comentário

      Bjs

      Att. Guilherme
      My recent post Especial: Festival Literatura em Video 2012.

  4. Onde aperto "delete" no Gui para que ele pare de me fazer ficar com vontade de ler tantos livros? xD

    Brincadeira, amo isso. Vou dar um jeito de comprar o livro.

    ps: que cara de **** dessa protagonista da capa, hein? lolol

    1. Hey Val o/
      Botão de delete? kkkk Morri
      Amanhã entra um promo no ar valando um exemplar do livro o/
      Ela tem cara de Biaaatch falando "Estilhaça-me" kkkkkkkk a lá mulher da propaganda do Subway MORRI!

      Que bom que você gostou da resenha \o\

      Abraços

      Att. Guilherme
      My recent post Promo: Nas Sombras, de Jeri Smith-Ready.

  5. Estou lendo este livro no momento e estou amando. O relacionamento do Adam com a Juliette é simplesmente lindo. Adoro o modo poético como a Tahereh escreve, me sinto borbulhando toda vez que leio suas metáforas tão bem escritas. Em relação a X-Men pode sim ter algo parecido, mas não acredito que a intenção da autora era copiar a personagem. De qualquer forma estou amando a leitura.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    1. Oi Alicia
      Sério? *—* É lindo mesmo, eu estava precisando de um YA com um romance assim. A Autora é super simpática, estava conversando com ela esses dias no twitter, o mais legal é o nome dela, super difícil de pronunciar, mal posso esperar pelo 2° livro. Bom, em relação a personagem sei lá, logo pela sinopse eu pensei em "Vampira" mas quem não conhecer X-men nem vai lembrar, mas mesmo assim eu recomendo o livro.

      Obrigado pelo comentário

      Bjs

      Att. Guilherme
      My recent post Promo: Nas Sombras, de Jeri Smith-Ready.

  6. LOUCO p/ ler esse livro!

    1. Hey Rafa
      Peguei o trocadilho kkkk a Juliette não é louca, entenda ( ~brisa ~)
      Boa leitura 🙂

      Abraços

      Att. Guilherme

  7. Esse livro promete e me interesso muito por ele, até porque a história parece ser bem cativante, mas ainda outros vão passar na frente dele, rs. Sobre esse negócio de X-men e tal, acho que a autora apenas pegou um pouco da "essência", mas quando eu for ler, tirarei minhas próprias conclusões, como você mesmo disse na resenha.

    Abraços, Joshua – pensamentosdojoshua.blogspot.com
    My recent post Resenha – A Vingança de Charles Tiburone de João Ubaldo Ribeiro

    1. Oi Joshua
      Sim, melhor você ler e entender mesmo, eu até poderia explicar esse lance dos X-men, mas acabaria contando como spoiler, melhor não kkkk
      Quando ler, passa aqui/me manda o link da sua resenha pra falar o que você achou.

      Obrigado pelo comentário

      Abraços

      Att. Guilherme
      My recent post News: Clube da Luta, de Chuck Palahniuk.

  8. é sua resenha me animou ! Muito boa Gui.

    1. Oi Ma o/
      Que bom que você gostou, escrevo no intuito de incentivar as pessoas a lerem o livro mesmo (é claro, só quando o livro é bom kkkk)

      Obrigado pelo comentário

      Abraços

      Att. Guilherme
      My recent post News: Clube da Luta, de Chuck Palahniuk.

  9. Bom, eu não teria o problema de achar a história "parecida" com X-Men, já que não sou mto familiarizada com ele rsrsrsrs.

     

    Eu não me irritei (ainda) com as palavras riscadas, aliás, adorei toda a diagramação do livro… Acho que tudo que está lá, nos faz "entrar no clima", na cabeça dela mesmo…

     

    Vou terminar esta semana e poderei "avaliar" melhor o que achei…

     

    Um beijo!

    1. Oi Ceile
      Bom, logo de cara eu já liguei com o X-men, mas faz parte kkk
      Eu me irritei no começo, mas depois percebi que faz sentido e ficava esperando pelas partes riscadas pra entender o que se passava na cabeça dela ali naquele momento em diferentes situações.
      Quando terminar me manda o link da sua resenha \o\

      Obrigado pelo comentário

      Bjs

      Att. Guilherme
      My recent post Resenha: Extras, de Scott Westerfeld.

  10. Quer ler, a história é muito interessante.

  11. Minhas maos estao coçando pra pegar esse livrooo… resenha mto legal… qro mto ler eleee.. =]

    Beijos beijos beijosss

    Pauliane Coelho

  12. Adorei a resenha, estou louca pra ler esse livro.
    =)

  13. Só a capa e a resenha do livro ja me conquistaram
    Agora basta tê-lo para lê-lo

  14. Ótima resenha.
    Já li o livro, e achei ótimo. Até mesmo nos pontos que muita gente não gostou, que eram as palavras riscadas e a mudança da narrativa da Juliette. Isso deixa explícita a situação mental em que ela se encontrava depois de tanto tempo em confinamento.

Leave a reply