Resenha: Eu Nunca (The Lying Game #2), de Sara Shepard

eu nunca...

 

 

 

Título: Eu Nunca… (The Lying Game #2)

Autor: Sara Shepard

Editora: Rocco

Número de páginas: 288

Classificação: 3,5/5 estrelas

 

 

 

 

 

 

O segundo volume da série The Lying Game traz a jovem Emma Paxton vivendo sob a identidade de sua irmã gêmea morta. Mas quanto mais revira o passado de Sutton para descobrir quem a matou, mais a vida de Emma está em perigo. Afinal, todos a sua volta são suspeitos, nesta intrincada trama de mistério, intrigas, romance e reviravoltas. 

***

Emma está mais madura e começa a investigar a fundo o responsável pelo suposto assassinato de sua irmã (Sutton). O ponto alto do livro são os chamados “jogos da mentira”, que são brincadeiras perigosas criadas por Emma e suas amigas para pregar uma peça em alguém, e as vezes os jogos acontecem até entre elas.

Nesse livro a autora deu uma boa patinada no meio do livro, que começou com muito folego e foi perdendo a energia na metade para retomar nas ultimas 30 páginas e deixar o leitor curioso para o próximo volume, afinal a autora parece seguir uma “receita de bolo” e escreve seus livros dessa forma.

“E se sua vida estivesse em perigo? O que você faria para se salvar?

Você conseguiria fingir ser outra pessoa?

Nunca diga nunca…”

Sara Shepard é daquelas autoras que escrevem 300 mil livros sobre um mesmo tema, mas conseguem manter a linha de narrativa interessante ao ponto de deixar o leitor curioso para o próximo volume da série.

Confira a resenha do primeiro livro da série

Recomendo para os fãs da série Pretty Little Liars e também para os leitores que buscam um livro bem leve que mistura entretenimento com um pouco de suspense, já que Sara Shepard é mestre em esconder assassinos e segredos que envolvem suas protagonistas.

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

Leia Mais
Britannia | Nova série da Amazon sobre guerreiras druidas promete agradar os fãs de Game Of Thrones