Resenha: Eu, o Desaparecido e a Morta, Jenny Valentine 3
Resenhas

Resenha: Eu, o Desaparecido e a Morta, Jenny Valentine

Um leitura ao estilo John Green, só que mais suave e delicada nos detalhes.

Eu, o Desaparecido e a Morta não é um livro recente, tendo chegado ao Brasil em 2010 pela Editora ID  e acompanha um garoto chamado Lucas e seu estranho encontro com a urna contendo as cinzas de uma senhora chamada Violet Park. A partir daí vemos de perto os dilemas de sua vida que começaram a vir à tona quando seu pai desapareceu.

Primeiramente eu tenho que elogiar a narrativa de Jenny Valentine. Eu gostei da voz que ela deu a Lucas. Ele não é um garoto tipicamente corajoso ou galanteador, é mais um rosto comum na multidão, que tem que lidar com uma irmã promíscua, mãe infeliz, um avô que começa a perder o senso de realidade e um espaço que seu pai deixou para trás. Os dilemas que a família encara são bem genuínos e me fez se importar mais com cada personagem.

Acho que consigo ver muitos conseguindo se relacionar pelo menos com um dos problemas apresentados. É bom quando vemos coisas que passamos no dia a dia no meio de algo grande. Podemos não encontrar uma misteriosa urna que parece estar ligada com nosso passado, mas com certeza já tivemos problemas com nossos pais ou irmãos ou até amigos. A autora vai mostrando tudo isso na jornada de Lucas Swan para descobrir mais sobre essa mulher.

Não vou mentir. Eu gostei muito do modo como a autora viajava um pouco para falar dos dilemas da vida, como John Green adora fazer em seus livros, mas acho que ela viaja demais ás vezes. Senti um pouco de falta de mais foco no enredo. Acho que talvez esse tenha sido meu maior problema com esse livro.

Mas no fim eu acabei me divertindo muito. O livro é curtinho e eu o deverei bem rápido. Eu queria que tivesse acontecido mais no capítulo final, mas me senti satisfeito com o desenrolar dos mistérios e recomendo bastante esse livro para todos que querem relaxar e se deixar levar.

 

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Eu, o Desaparecido e a Morta, Jenny Valentine 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.