Resenha: Gone - Fome, Michael Grant 4
Resenhas

Resenha: Gone – Fome, Michael Grant

Três meses se passaram e a fome começa a surgir

Fome é o segundo livro de Michael Grant sobre s crianças presas em Praia Perdida e todo o inferno que elas tem que enfrentar. As coisas não estão mais fáceis, na verdade, elas estão apenas piores. Com a Escuridão se preparando para se erguer e a fome se alastrando no LGAR, somos levados mais uma vez numa narrativa rápida e eletrizantes no meio de todos os problemas que Sam e seus companheiros tem que enfrentar.

É muito bom voltar a acompanhar Sam e ver como o arco de liderança é desenvolvido para ele. Nosso protagonista está tentando fazer o melhor, mas o peso da liderança está começando a derruba-lo, e enquanto a fome espreita sobre a região, o medo e o ódio entre aqueles que tem poder e os que não tem surgi. Michael aborta temas da atualidade de um jeito natural que flui muito bem com o que traz de novo para expandir a mitologia do LGAR. 

Fome consegue manter tudo de bom de seu antecessor e consegue fazer essa série ser imperdível quanto muitas distopias famosas. O modo como os personagens vão evoluindo em meio ao desespero e a agonia é tão real que aumenta a originalidade da história. 

Sam e Caine continuam sendo os melhores personagens. A tensão entre esses dois irmãos, tão diferentes, mas que carregam o futuro daquelas crianças é viciante. Se você achou que o primeiro volume foi incrível, vai se surpreender com o segundo livro

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Gone - Fome, Michael Grant 5


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

Leave a reply