Resenha : As herdeiras, de Joanna Phiblin

 

As Herdeiras


 

 

 

 

Título: As Herdeiras

Autor(a): Joanna Phiblin
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 302
Classificação: 3,5/5  estrelas

 

 

 

 

 

 

As Herdeiras, de Joanna Philpin é o primeiro livro de uma série de quatro livros. A autora mostrou o outro lado da moeda dos filhos de pessoas famosas. Estamos acostumados a vi o assedio e toda a mistificação envolta das super celebridades, mas nunca vimos como é a vida dos filhos/filhas dessas pessoas.

O quote de Cecily von Ziegesar defini bem o livro: “Já se perguntou como seria crescer em Nova York com pais famosos? Bem, Joana Philbin vai te contar. Gossip Girl iria amar essa nova série.

Elas não queriam a fama, mas nasceram com ela.

O livro começa com uma série de regras criadas pelas “filhas”, com algumas regras e princípios para a máxima felicidade e uma vida sem dramas. Todas as regras são bem viáveis e podem ser aplicadas para nós, meros mortais que não temos pais famosos, confira duas regras para vocês terem uma ideia do que eu estou falando.

“1. Nunca leia jornais sensacionalistas, nem fique navegando em sites de fofocas sobre celebridades. Mas, se realmente for preciso, tente não ver o que falam sobre seus pais.”

“2. Todos os amigos são legais, mas apenas outra Filha sabe como sua vida realmente é. Una-se ao maior número delas possível.”

Lizzie, nossa protagonista tem 14 anos e é filha de Katia Summers, uma modelo super conhecida que apesar de sua idade, continua se destacando no mundo da moda. Carina Jurgensen tem um magnata de telecomunicações como pai, e é toda ligada na natureza, enquanto Hudson Jones é filha da cantora pop Holla, e deseja seguir os passos da mãe, se tornando uma cantora, porém com um estilo diferente.

Os personagens são bem desenvolvidos, e os conflitos apresentados pela autora no decorrer da narrativa, estão de acordo com a proposta do livro, um chick-lit para adolescentes.

Em “As Herdeiras”, Philbin, que é filha de um famoso apresentador de TV, usa sua experiência de vida para criar uma espécie de Gossip Girl com celebridades. A edição da Galera Record está bem simples, desde a capa até a diagramação do livro, porém não apresenta nenhum erro de digitação e a tradução está muito boa.

Recomendo o livro para quem gosta de histórias leves e que fluem bem, e também para os leitores que gostam de acompanhar um pouco do mundo das celebridades e romances adolescentes. 

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

Leia Mais
Entrevista: Kiera Cass e o conto moderno da Cinderella