Resenha: Lacos de Sangue, de Richelle Mead 3
Resenhas

Resenha: Lacos de Sangue, de Richelle Mead

 
Meu nome é Raquel Braido, meu blog é o Bookfreak Lover e eu sou a mais nova integrante da equipe. É um prazer enorme fazer parte deste time de pessoas sensacionais e uma honra poder falar de livros com vocês. 
 

sague

 

 

Laços de Sangue
Autor: Richelle Mead
Editora: Seguinte
Ano: 2013
Páginas: 440

Compre pelo link 
 
 

 

 

 

 

 

A N T E S  D A  R E S E N H A,  U M  A V I S O:
 
Se você mantém um relacionamento de AMOR INCONDICIONAL e ÓDIO MORTAL com séries de livros, NÃO LEIA ESTA RESENHA!
 
Por quê? Bom, acho que o melhor jeito de fazer vocês entenderem o motivo para um aviso tão dramático como este, é dizer que eu me sinto como o próprio Sméagol em relação ao Um Anel, quando se trata de sagas, séries, trilogias, etc… (PRECIOSOS! … Sorry, não resisti :p). Posso afirmar que foi exatamente isso que a divina Richelle Mead fez comigo. 
 
A leitura de Laços de Sangue foi uma surpresa para mim. Li em exatas 5 horas e  fiquei decepcionada ao perceber que tinha virado a última página. O que mais gostei foi o fato de que, apesar de ter deixado um gancho para o segundo livro, a autora não deixou nenhum fio solto na história. O livro teve começo, meio e fim….  E BRINDE NO FINAL (ok, sem spoiler :s).
 
A escrita de Mead é envolvente e ao mesmo tempo tão "discreta": ela te obriga a mergulhar de cabeça no enredo, sem nem ao menos perceber, e te deixa com gostinho de quero mais, sentindo como se você não estivesse preparado psicológicamente para o fim. O livro é narrado por Sydney Sage, e não, ela não é vampira e nem aspirante a vampira, ela é uma alquimista. A organização da qual faz parte, tem como missão fazer com que as pessoas comuns não saibam da existência do mundo sobrenatural. 
 
Logo no começo, notamos que Sydney está com um problemão: SUA REPUTAÇÃO NA ORGANIZAÇÃO ESTÁ MANCHADA, e ela jura fazer o que for preciso para que o pai e os outros alquimistas voltem a confiar nela. Ela só não contava com a missão para a qual seria enviada, onde teria que proteger a vida de um dos seres que havia jurado ser seus maiores inimigos: OS VAMPIROS. Acontece que a irmã da Rainha dos Vampiros está sendo ameaçada de morte e para mantê-la a salvo, é necessário que alquimistas, vampiros e dampiros se unam.
 
Não se iluda! Este livro não é mais do mesmo. Sei que o tema "VAMPIRO" já foi usado e abusado nos últimos anos, mas Richelle conseguiu criar um mundo que não pode ser considerado "cópia" de ninguém, e explorou o tema de uma maneira diferente do que estamos acostumados.
 
Junto com Sydney, nesta missão, estão Keith (que ela odeia, e eu também! u.u), Eddie, o guardião da princesa e Adrian (só digo uma coisa: vocês não conseguirão resistir a esse … OH GOD! Nem consigo definir *-*). Keith e Sydney, ambos alquimistas, foram ensinados a abominar a existência dos vampiros, mas ao passar mais tempo com eles, Syd começa a questionar suas crenças e duvidar de seus sentimentos. Seriam esses seres tão abomináveis? 
 
A maneira pela qual a autora explorou a relação entre as personagens, principalmente entre Sydney e Adrian, foi o que mais me conquistou neste livro. Aliás, fiquei muito impressionada com Sydney; ela não me decepcionou nem uma vez! Provou ser uma personagem muito bem construída e muito madura.
 
E o que falar de Adrian? MEU PERSONAGEM FAVORITO! Ele rouba a cena tantas vezes, que até perdi a conta. É impossível não ser conquistada por aquele sorriso atrevido e o jeito irreverente com o qual se comporta. E eu amei o modo como ele conseguia tirar a Syd do sério! 
 
Preciso comentar sobre a capa brasileira: MARAVILHOSA. LINDA. UM ARRASO! Me apaixonei pela capa, sério. Muito mais bonita que a original, com aquele pessoal na capa. 
 
Bom, resumindo: UM LIVRO FANTÁSTICO, que vocês não podem deixar de ler.
 
Obs: Hoje é aniversário da autora o/ … HAPPY B'DAY, RICHELLE! <3

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Lacos de Sangue, de Richelle Mead 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

1 Comment

  1. Laços de Sangue chama atenção pela capa e também pelo próprio título. Não li nada da autora, muito menos sabia que esse livro tem relação com a série Academia de vampiros. Confesso que quando percebo que algum livro tem vampiros, fico receosa. Atualmente não se lê mais livros bons com esse tema. Mas me interessei pelo enredo de "Laços de Sangue", parece ser uma história interessante, gosto bastante de enredos vampirescos.
    My recent post O dia em que a Lua beijou o Sol

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.